segunda-feira, 22 de maio de 2017

If I had a heart (Vikings Soundtrack)





This will never end 

'Cause I want more
More, 


give me more, Give me more


This will never end 

'Cause I want more, More,

give me more, Give me more 

If I had a heart I could love you 

If I had a voice I would sing

After the night when I wake up 

I'll see what tomorrow brings 

If I had a voice, I would sing 

Dangling feet from window frame 

Will I ever ever reach the floor? 

More, give me more, give me more 

Crushed and filled with all

I found
Underneath and inside


Just to come around 

More, give me more, give me more 

 If I had a voice, I would sing


Fever Ray 



Vemos o que queremos ver quando queremos ver...
A Banda Sonora...
A postura perante a Vida e os Deuses...
Séries que nos tocam...Nos ensinam...
Povos Frios...Antepassados...
E como gosto de "Sinais"...Vejo-te numa das personagens...
Delicio-me com o "eco" que esse sentimento faz...
Identifico-te na Música e Identifico-me a mim também...
Uns mostram menos o Amor que tem para Dar...Outros Querem Mais...Muito, muito Mais...




quinta-feira, 18 de maio de 2017

Dias Assim...


Vou clarificar... não te consigo entender! Não quero baralhar...
Podia tentar mas isso seria de novo fazer o que tantas vezes fiz sem ter os resultados que esperava obter!
Não vou fazer "disto" uma "nova" Guerra!
Mais do mesmo e mudam os personagens!
Recuso essa vontade e honro quem sou!
Não elevo o ego, e tão pouco me reduzo!
Se não há espaço espero que o mesmo se crie!
Cruzo os braços... não, não desisto!
Não do Bom Combate! Mas de batalhas sem Glória não reza a história!
E a minha espada...esse "vício" de atacar, nunca me deu nada de bom! Nunca me havia de dar! Alegro-me tão somente por acreditar que o meu coração sabe a verdade, eu não a vou negar...

Por isso, e porque é verdade, gosto de me ouvir mas sozinha não há como argumentar...relaxo!
A maré pode mudar...e se o barco avistar...de novo o meu coração se há-de manifestar!

Quantos ás oferendas,  que de dívidas dizes tratar...
Não pressiono...Nada há para pressionar...

Aquilo que não entendo...é onde, em ti esta situação está a tocar...
E se todos somos Prendas ou Lições...
Sendo que sabes o que em mim se está a curar...
Falas em Paz e eu pergunto...Que trilho estás a percorrer...e o que não podes negar...Onde exactamente é que "entrei", onde "toquei"?

Porque por muito que tentasses negar...Os teus olhos mostraram algo que me parece não era tua intenção revelar...
E a energia em que podes ou não acreditar...Ela manifestou-se...Revelou-se...e tornou-se matéria...

Nenhum de nós o pode negar...

Mas Há Dias assim...Margens que se tornam distantes..Talvez o vento as torne a aproximar...

segunda-feira, 15 de maio de 2017

You get me - Concha Buika & Seal











You get me

If I say no, if I resist

If I don't give in to this

Would it be a lesson or a loss?



Suddenly I know what it's about

Thoughts come in, and words come out

Suddenly I'm not killing time

It's all over now



You get me

You get me



Like a beautiful song

You heard a million times

Like the rainbows end

You can never find



You get me

You get me



If I say yes, if I let go

And face the consequence I'll know

Will it lead to living with regret?



Suddenly the walls are coming down

I wont be the same when I come around

Suddenly I am understood

It's all over now



You get me

You get me



Like a crimson sunset

Where the sky meets sea

Like no one alive

But lives in my dreams



You get me

You get me

You get me

You get me



Like a beautiful song

You heard a million times

Like the rainbows end

You can never find



It's hard to ignore

And undeniable, too

This feeling inside

When I look at you



You get me

You get me



Não contesto sinais...Nem os Busco...

Mas reconheço....Adoro Recebê-los! :)


quinta-feira, 16 de março de 2017

If I call will you be there?




Há medida que os dias passam,
Verifico que existem perguntas para as quais nunca irei obter resposta...
Não se trata de não saber as respostas,
Ou achar que as sei...
Será que as Sei?
Ou a minha pretensão faz com que pense que as Sei?
Porque me fazem falta?
Nenhuma pergunta ajuda a clarificar uma dúvida...
E nenhuma resposta muda o que quer que seja...
No entanto a Pergunta bem como a resposta contribuem para uma Evolução!
A ausência de Resposta também...
O Processo Evolutivo dá-se de igual forma...
Ou não?
Ficamos "presos" na incógnita ou levantamos mais questões?
Seja como for a Terra não pára de Girar...
O Sol torna a Nascer...
A Vida continua...
Com mais Respostas do que Perguntas...
Mas sem Ambas...
Haveria Equilíbrio?
Gosto sempre de pensar que quem me conhece sabe do que falo quando falo por enigmas...
Gosto ainda mais de Acreditar que são essas as "Minhas Pessoas"...
Os que sabem o que digo quando não falo...
Os que conhecem o meu tom de voz...
O meu Olhar...
O ritmo do meu coração...
E a expressão da minha Alma...
Abri mão de Indirectas e ataques furtivos...
Já não faz sentido "atacar"...
Prefiro ficar no meu canto e aguardar pelas minhas Respostas...
Mas Damn...
Tenho de abrandar o ritmo ao qual consigo colocar perguntas...

Terei resposta a Esta?!



terça-feira, 14 de março de 2017

Its only scars...


Nestes últimos dias tenho pensado muito na frase...
Algo do género..."Arruma numa caixinha e esconde lá no fundo"...
As Tampas saltaram...
E estou a tentar lidar da melhor forma com isso!
É um facto!
Por mais que lhe coloque florzinhas, corzinhas e todos os artifícios bonitinhos que tanto gosto de colocar...
Não há como Ignorar!
É um facto!
Constatar nem é o problema...
Difícil é a gestão emocional...
O ver que por mais que tente,
É o que é e não o que Gostaria que fosse...
Gritei, berrei...Chorei e pensei que conseguia...
Estava "tudo bem"..."É o que é!"...
Evita-se o assunto em casa...com Muito Silêncio como é normal...Porque os Gritos são cada vez mais escondidos, mais privados....Mais ocultados....
Toca o telefone e de repente tenho de parar de Fingir...
Surge o nó na garganta e a estupenda desculpa....Estou no trabalho...
O que me custa não é ser o que é....
É continuada e insistentemente eu fazer a tal má gestão das Expectativas...
Gostava que fosse como Gosto de "Fingir" que é...
E relendo a frase soa-me a conto de fadas...
Mas Gostava tanto...
E é nestes momentos em que com a voz embargada e o Nó na Garganta me apetece...Largar TUDO...

Abrir mão de tudo e FUGIR...
Porque se "Enfrentar"...

Não vai valer a pensa Chorar..."Berrar"....ou bater o pé...
O "Outro" apenas irá "Ver" o que bem entender...

Então volto a respirar fundo....enxugo as lágrimas à menina...
Coloco rimel  à Mulher, calço os saltos, ergo a cabeça e apoiada nas minhas crenças...

E à despedida desse telefonema o conselho fraternal.."Uma coisa de cada vez não mistures!"

Não tem sido isso que tenho feito a vida toda?
Reproduzindo e encontrando e "reencontrando" pessoas e situações que me fazem reviver o já vivido...
Até à Cura...E serve do que Serve...Mas dói menos quando a Dor é Real...
Com os actores principais em detrimento dos secundários...

Mas como cada um tem a importância que tem...

Grata pelo Carinho..Mesmo à distância...Continuo Feliz por te saber aí desse lado...
E por saber que é "só" uma cicatriz...


sábado, 11 de março de 2017

To Make a Point…About Saturday Night!

Deixem-me falar-vos da noite de Sábado…
Do que sabem e do tanto que ficou por dizer…
Isto é o que dá estar na posse de mais informações…
De saber de cada um dos elementos.. Mais do que os restantes…
Para já…
É incrível ver o que junta as pessoas…
Já deixei de questionar as Forças do Universo para o Bem Maior….
Quando isso me é prazeiroso…
Mas não vou entrar agora em convicções e questões!
Quero apenas falar dos elementos…
Do tanto que os Une e da cumplicidade que se torna notória…
Do que cada uma deixou por dizer com palavras e foi dizendo ao longo da Noite…
Identifiquem-se em Silêncio porque a mim, e julgo que ao Grupo não necessitam dizer nada…

Quando uma quer falar sobre relações funcionais porque sim…Porque parece perfeito, porque ninguém vai entender se decidir colocar um ponto final “Naquilo”…a Outra fala da coragem que foi necessária para tal…e mesmo que ninguém entenda…
Um fim porque Sim e sem medo da Solidão…
Essa mesmo que assusta e leva alguns dos restantes elementos a agradecer pela coragem semelhante com outro tipo de relacionamentos disfuncionais…

A outra que fica em silêncio fazendo bandeira da sua Frieza quase masculina relembrando que um dia acalentou alguém com uma História semelhante…e Partiu realizando um Sonho e acreditando que TUDO daria certo…Mas omite a Dor…e o Motor que serviu de apoio…

E fala-se de Amizade…Sente-se a Amizade…A Solidão essa que amedronta…é comum a Todas…mas será mesmo a Solidão que se teme? Ou o preço a pagar por esse Medo é tão alto que ás vezes não há como o realizar?

Para cada um dos elementos…Porque me espelham…

Lembrem-se que falo para mim….

Vou deixar de Procurar porque sei que um dia vou esbarrar “Nele” e estou a preparar-me para aceitar essa Felicidade que já começo a Acreditar Merecer….

Vou assumir o meu Poder Pessoal e lembrar quem tanto me Ensinou Mas valorizando mais o que Aprendi do que os meus Mestres! Afinal se me ensinaram foi porque me disponibilizei a Aprender…e vou perceber melhor quando a Estrada já não tiver nada para me mostrar…Sem “Fugir” mas sabendo que não preciso de me justificar e que os outros estão para me amparar não para me criticar!

Vou assumir que encontrei o meu Lugar e que não preciso de abdicar dos meus Sonhos para estar num relacionamento seja de que espécie for! Não preciso de reter ninguém…De invejar ninguém…E tão pouco ser a Voz da Consciência de alguém….Que quem me Ama respeita o meu espaço e que sobretudo entende e “fica” quando preciso de distancia…

Por último…Vou Saber Valorizar a Amizade…A Verdadeira! Vou criar espaço para que à minha volta só estejam pessoas de Verdade e que não preciso de tolerar de “Amigos” coisas que vão contra o meu sistema de Valores….Mas que também para isso preciso de SER HONESTA e parar de questionar o porquê de alguém que NÃO INTERESSA se afastar de mim!

Por isso…Criemos….Batalhemos e sobretudo Acreditemos de uma vez por Todas que…Bom ou menos Agradável…Nada é por ACASO! J


segunda-feira, 6 de março de 2017

The Void....

Só porque soa melhor em Inglês...
Podia dizê-lo em Português?
Seria diferente?
Mudaria a Palavra...Mas não o sentimento!
Nem bom nem mau...
Uma "ausência" talvez...
De emoção...
Sensação...
Quase palpável de tão recorrente...
E dou comigo percorrendo velhas estradas em busca da Justificação...
Da "Verdade"...
Criticando e Analisando...
E Congelo...
Pela primeira vez em muito tempo...
Fujo...
Evito...
Não quero projectar ou imaginar...
E cada Passo...
Um Degrau que antecede uma Estupenda vista...
Mas que ainda tenho dificuldade em subir...
...Coloco um pé à frente do outro...
Mas ao chegar...
Empurro a porta devagar...
Não sei se quero Entrar...
Por outro Lado...
O Medo sempre me impediu...
Mas tenho o outro "Motor"...Sempre Válido...é o Arranque digo...
Porque em Essência...
O que me faz Mover e que coloca em Marcha...
É outro e já o consigo ver...Continua a Assustar-me...Mas já o consigo ver!
E vou percebendo nesta dinâmica que não adianta tentar "Agarrar" nada..
O Permanente...Torna-se...The Void...