quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Repetição....


Falo sem me Ouvir...
Escuto sem perceber...
Vejo mas não creiu...
Toco mas não sinto...
Cheiro mas o paladar ausenta-se...
E ao desgustar julgo o Odor não sentir...
Afinal quem somos?
Seres de Repetição que falamos sem Expressar o que sentimos...
Palavras Vãs que se Repetem na Imensidão que é a distância que criamos na Individualidade!
Se dos Outros precisamos para que nos escudamos na nossa Força ilusória?
Porque se calhar a mensagem que passamos não passa de mera retórica....
A verdade da pouca realidade em que Vivemos não pode ser considerada como linha condutória...
Então na percepção do Alterável que permanece imutável geramos nos Outros convicções do que apenas nosso tornamos!
E repetindo frases, gestos e atitudes ensinamos-nos, como ensinar aos outros aquilo de que não gostamos!

Podia....


Podia dissertar sobre o muito que digo e ninguém ouve...
Podia dirimir os meus melhores argumentos...
Podia escrever sem fim sobre a injustiça...
O que dizemos quando devemos calar...
E o que calamos quando deviamos falar...
De nada adiantaria bradar aos Ceús sobre o que é...
De nada vale falar, dizer, escrever e clamar sobre os que os Outros teimam em não Ouvir...
Ou serei eu quem não se faz perceber?
Estará em mim a incorrecção na dicção das palavras que julgo óbvias?
Estarei eu incorrecta quando digo o que sinto?
Será o caminho mais direito se andar como todos andam, seguindo a Matilha?
Obedecendo ás normas instituídas que pelos Homens criam as Leis?
Sem a Ordem nada somos...
E sabendo respeitar os Outros iremos obter respeito...
Ou será que temos de nos Impor para o Obter?
Afinal no que é expresso não há compreensão...
Calemo-nos se as nossas Palavras são em Vão...

domingo, 20 de dezembro de 2009

Ah eis o Herói!



Eis que chega um novo Herói...
Impressionante!
Não podia terminar o Ano sem o Mencionar!
Just For You....Uma prenda de Natal antecipada! ;)

Tear




The lights came on fast
Lost in motorcrash
Gone in a flash unreal
But you knew all along
You laugh the light
I sing the songs
To watch you numb

I saw you there
You were on your way
You held the rain
And for the first time
Heaven seemed insane
Cause heaven is to blame
For taking you away

Do you know the way that I can?
Do you know the way that I can't lose?
Do you know the things that I can?
Do you know the things that I can do?

Where is your heart? where is your heart gone to?
Tear me apart
Tear me apart from you
You laugh the light I cry the wound
In gray afternoons

I saw you there
You were on your way
You held the rain
And for the first time
Heaven seemed insane
Cause heaven is to blame
For taking you away

The lights came to pass
Dead opera motorcrash
Gone in a flash unreal
In nitrous overcast

Do you know the way that I can?
Do you know the way that I can't choose?
Do you know the things that I can?
Do you know the things that I can't lose?

Tear me apart
Tear me apart from you
Where is your heart?
Where has your heart run to?

Smashing Pumpkins

sábado, 19 de dezembro de 2009

Contradições e outros senões...


Preocupar-nos...ou "desligarmo-nos"...
Falar...ou ser Fã do Silêncio...
Dizer...Ou Calar...
Pensar...ou disfarçar...
Olhar...E Encontrar Um Olhar...
Ver-te...ou Esquecer-te...
Dizer que Não...Acreditando que o Melhor era dizer Sim...
Seppuku...?
Ou quem Sabe escolher A Vida?
Condição inerente do Ser?
Ver o Sol...afagar a Lua?
Contemplar sabendo que é incontemplável?
Ir....ou Ficar...
Partir....desejar Voltar...
Crescer...ou Permanecer Criança...
Na contradição do que desejamos ser encontramos o Senão que é Viver...
Saber relacionar as figuras contrastantes que se mostram lógicas...
Encontrar a essência do Quotidiano que se torna monótono...
Rotinas diferentes todos os dias, de um só Dia que se anseia por Chegar...

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

O que Ia Ser Dito


Não consegui evitar pensar no que ia Ouvir,
No que estava para Vir!
E enquanto baralhava o meu coração acalmava,
Afinal hei-de saber Lidar com o que o Futuro me reservar,
Mas como está não Dá!
Há que Paz encontrar,
E quando as Nuvens desaparecerem o Sol vai Brilhar,
Os obstáculos Ultrapassar,
Parece Ser a única maneira de deixar de Temer!
E se Fevereiro é o mês de precaver,
Outros haverá para o Coração Animar,
Afinal o Escuro não pode para sempre Reinar!
Deixo o meu Coração Livre,
Cansada de Recear,
O que for há-de Vir,
E eu cá estarei onde sempre Estive para o meu Coração Conservar,
De quem finge saber que comigo sabe Lidar!
E se a Ferida tem de Doer,
Cabe somente a mim Curar,
Outrora outros Procurei e o que fiz somente abriu,
A Ferida que Quero Fechar!
Por isso a Mim Serei Leal,
Pois a mim o cabe Ser,
Não te Preocupes porque não te Vou Procurar,
LIVRE é como tens de SER e VIVER!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

God Damn!




Thanks for the Support! ;)

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Bright Eyes


Será que vão Iluminar quem no vosso caminho se Atravessar?
Bright Eyes...
São a Luz na Escuridão?
Ou a Luz do Farol distante que em qualquer momento se pode apagar?
Como ficam as Embarcações que nesse Farol confiam para chegar sãs e Salvas?
Se nas Rochas não embaterem, se no Porto atracarem...
À Praia vão chegar?
Bright Eyes...
Se a Vossa Luz não mostrarem...
O Naufrágio é garantido...

Mas se Brilharem com a Intensidade que tem...
Se a Vossa Beleza não Ofuscar...
O Regresso é Garantido...
E o Capitão Destemido, a bom Porto o Barco levará...
Bright Eyes...
Vão Dar Luz...?
Ou vão se Fechar?

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Neve...


No seu Estado Puro...
Na sua Candura...
Na Sua Brancura e Delicadeza que só Vê quem Toca...
E quem não Toca não consegue ver que o Frio que Dela emana...
Não é condição...Não é convicção...É Apenas a Espera do Sol que a Aqueça...
E enquanto brincam crianças no macio que proporciona...
O Sol que não a Aquece maravilha-se com o seu Manto...
Que de Branco cobre os Verdes Campos outrora pontuados por flores de outras cores...
E enternecido enfraquece perante singela beleza...
A Neve alheia a quem com ela se Maravilha...
Continua gélida no seu Todo, pedindo ao Sol que não a Derreta...
Que tenha Atenção que aquilo que proporciona só pode ser mantido se ele se Mantiver à Distância...
Oh sol envergonhado que não aquece por vontade...
Oh Neve Gelada do Sol Privada...
Não derretas ainda que a Tua Beleza é por muitos Contemplada...
E o Sol que do Alto te Observa...Vai acabar por te aquecer....E Inevitávelmente Derreter...
Em Água por uma temporada te vai Tornar...
E quem Sabe de um Rio possas vir a fazer Parte correndo Livre para o Mar...
Sem Nunca mais Gelar...

Tenho de Aprender...


Talvez veja apenas o que Quero Ver...
Talvez Essa Luz não seja Real...
Pode até ser que seja Ilusão, olvidar o que não pode ser olvidado...
Mas se Olhar e Vir...
Posso Acreditar que não foi uma Coincidência?
Sim, pode até ter sido...Mas para mim foi um Momento Feliz...
E se o meu rosto me Denunciou foi apenas porque Olhaste...
Então, não quero parecer arrogante, mas se os Meus olhos encontraram os teus...
Talvez tenha sido porque os Teus me Procuravam...
E o que não consegui disfarçar...
O que Mostrei no Meu Olhar que o teu Procurava...
Foi a emoção que me Revelava o que não esperava...
Talvez tenha de Aprender a disfarçar...
Ou quem sabe já seja Hora de me revelar...

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

A Ferro...


Como explicar que o Ferro se molda....
Como explicar que algo tão forte, pode ser tão facilmente derretido?
A temperatura necessária para o fazer "Dobrar" não é assim tão elevada...
Mas será que o Ferro se molda só com a vontade que alguém tem de o Moldar?
Será assim tão fácil manobrá-lo...?
Bastará apenas o Querer?
Não vou dissertar sobre a Vontade do Ferro...
Não quero falar do que é necessário para transformá-lo...
Sei que sim, que é moldável...
Sei que Belas peças Ele pode gerar...
Mas nos pretextos que temos para Criá-las,
Na Vontade que temos de as ver Nascer...
Existem Impurezas que muitas vezes podem dificultar esse "Nascimento"...
É certo que qualquer peça de Ferro tem muitas horas dispendidas na sua criação...
Mas saberá o Criador dar-lhe o devido Valor?
O Ferro e a sua Vontade...
O Criador e a sua tenacidade...
Entre Moldar e Ser Moldado...
Qual é o Valor que daqui é Gerado?

Que tens Tu...

Que tens Tu para me Oferecer que eu possa Querer?
Que tenho eu para te Dar que não vás Recusar?
Como podemos Nós abraçar algo que nos pode fazer "recuar"?
De nada servem as palavras que ficam no "Ar"...
De nada serve o nosso Olhar...
Que temos Nós para partilhar?
Como o vamos mostrar?
Sei que as questões não nos vão iluminar...
Mas como, diz-me como o vamos demonstrar?
Diz-me como posso falar sem magoar...
Mostra-me o Caminho a seguir...
Não quero nesta "encruzilhada" ficar...
Estive um dia para ir...
E acabei parada a pensar...
Será que a distância nos faz Refrear?
Ou é algo mais que nos Impede de Avançar?
Não posso...Não podemos deixar de considerar...
Não é simples...E mais simples pode não ficar...
Diz-me...diz-me que tens tu que me faz Reflectir...
Que me fazes reconsiderar o que julgava consolidado...
O que julgava apagado....
Como podeste ser Tu a manifestar o que estava "sossegado"...?
Que tens Tu que é tão do meu Agrado?
Se Me conseguir responder...
Então ficarei descansada ao saber...
Que no Caminho que tenho a Percorrer...
Lá estará para direcções me Dar, alguém que não me quer "Desnortear"...

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Excesso de Cafeína....

Excesso de Cafeína tem consequência Danosas...
Há quem diga até, que alguns de nós ficam "Eléctricos"...
Que ficamos sem paciência...
Que vamos demasiado depressa do ponto A...ao Ponto X...
Ora, se do Ponto A...ao Ponto X a distância não for Grande...
Se as pernas não forem "Curtas" ( ou os Saltos forem Altos!)...
A distância pode ficar significamente menos distante...
E dessa forma encurta-se, não pela Velocidade da Passada,
Indevidamente injustificada pelo excesso de Caféina...
Mas tão somente porque a Perna não sendo curta e devidamente "prolongada",
Permite passadas maiores que menores tornam a distância já de si não Distante...
Reconheço, que a cafeína em excesso não é benéfica...
Mas quando Oferecida não deve ser Recusada...
Posso ainda assumir que a mistura "Explosiva" da Cafeína e da Nicotina é das mais Perigosas...
Mas na minha opinião são extremamente prazeirosas...
Para o triângulo ficar perfeito, com os seus três lados, claro está...
Basta juntar...
Não o Açucar!!!
Nunca! Os Verdadeiros Apreciadores não Estragam Café...
Mas...Algo doce para rematar...
Algo semelhante a Chocolate, na ausência do dito...

...Quem sabe até para ser perfeito...Um cigarro com sabor a Chocolate??
Para uns Verdadeiro Massacre! lol
Para outros Complemento Ideal....
Convençam-se os demais que não é Cafeína que nos Torna mais Activos...
Tão pouco ela serve de pretexto para algo mais que não aquilo que de facto o É...
E no meio de tanta "Electricidade" ainda há espaço para muita Calma...
...E se Calma não Houver...Água Ajuda....lolol

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Heartbeat



You said you'd be there for me
In times of trouble when I need you and I'm down
And likewise you need friendship
It's from my side pure love but I see lately things have been changing
You have goals to achieve
But the roads you take are broad are heartless
That wants you make another way
You throw stones
Can you see that I am human I am breathing
But you don't give a damn

Chorus:
Can you feel my heart is beating
Can you see the pain you're causing
Can you feel my heart is beating
Can you see the pain you're causing

Blood blood blood...blood is rushing

And now the world is asleep
How will you ever wake her up when she is deep in her dreams, wishing
And yet so many die
And still we think that it is all about us
It's all about you
You sold your soul to the evil and the lust
And the passion and the money and you
See the same ones die, people hunger for decades
Suffer under civilized armedrobbers, modern slaveholders

Chorus
Can you feel my heart is beating
Can you see the pain you're causing
Can you feel my heart is beating
Can you see the pain you're causing

Blood blood blood.... keeps rushing

Evaded, eliminated, erased, interrogated
Our tradition, our love for our fellow countrymen,
Our property, our resources - our pride

Can you feel my heart beating
No no no...you don't

Chorus:
Can you feel my heart is beating
Can you feel the pain you're causing
Can you feel my heart is beating
Can you feel the pain you're causing

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Estava lá...


Estava lá....Não viste?
Como te passou despercebido tamanho Monumento?
Como ignoraste?
Mas era grande e via-se da Montanha...
Não...Não era ilusão...
Ele estava lá...Parecia mergulhar na Bruma...
Sim...Apenas se Via a Torre iluminada...
Mas ainda assim era visível a sua Beleza...
Aquilo que representa?
Ora como pretendes que te explique se perante tamanha Beleza viraste o Olhar para ver o horizonte sem contemplares o que perante teus olhos despontava!!!
Não posso descrever o indescritível...
Estava lá, como não Viste?
Era aquele pequeno ponto reluzente que da escuridão fazia nascer Luz...
Estava lá...

sábado, 21 de novembro de 2009

Partindo ao Chegar...


Foi na ânsia de Ver que Escutámos...
No desespero de Respirar que Ouvimos...

Na emergência de Chegar que Sentimos...

E no Olhar que cruzámos na Multidão que nos separava...

Nada mais havia a dizer...Eis que Chegava partindo...
 
O que de próximo afastava...
 
E o coração batendo parado...
 
Deixou por dizer o que Calado verbalizava...
 
Dirimia argumentos inválidos e de precisão acutilante...
 
Era o calor que nos fazia sentir o frio que aquecia...
 
Foram as gotas que secas faziam os Campos florescer...
 
Enquanto despertavam do sono profundo em que adormeciam...
 
Nada mais fazia sentido...do que Ouvir...Olhando
 
E escutando... Sentindo...
 
Entrar...Saíndo por essa Porta...Janela outrora aberta...

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Na...Ção???...


A Nação e o que dela esperamos,
Mais não pode ser do que aquilo que lhe damos!
Porque a sul e a oeste de Mar rodeados
Somos um Povo de hábitos sagrados...
Temos Regras e Leis...Normativas ou Judíciais, com medidas coercivas ou não!
Pasmamos perante actos com os quais somos coniventes e nada fazemos para os alterar...
Nada que não seja reclamar!
Prevaricamos com agrado no que tão veemente criticamos!
E se no Estado que foi de Direito as leis não se aplicavam, ao uso da força recorriam aqueles que de tal poder se Valiam...
Abusivamente ou não...não é de todo essa a questão!
Certo é que a abstracção não é uma solução para os delitos praticados em nome de uma Lei que se diz justa e igual!
Afinal a cidadania garantida exige a participação simbólica...
E nesses símbolos que provocam a União...Somos cada vez mais distantes daquilo que se espera de uma Nação...

terça-feira, 3 de novembro de 2009

...Apenas frases Meio Escolhidas sobre o Tema...

...o Tema??
Parece por demais Evidente para precisar de Palavras que as Imagens não Expressem...


"Um amigo verdadeiro não te visitará na prosperidade a menos que o convides; mas quando estás na adversidade, visitar-te-á sem ser convidado."





"Todos ouvem o que você diz. Os amigos escutam o que você fala. Os melhores amigos prestam atenção ao que você não diz. "
 
 




"Um amigo verdadeiro é alguém que está lá para você quando ele preferiria estar em algum outro lugar."
( Len Wein )



"Um amigo verdadeiro é alguém que pensa que você é um ovo bom mesmo que saiba que você é ligeiramente rachado."

( Bernard Meltzer )

"O distintivo do amigo é ser amigo do amigo do seu amigo e inimigo do inimigo do seu amigo."

( Ibn Al-Mukafa )



"Não pode ser seu amigo quem exige seu silêncio ou atrapalha seu crescimento."

( Alice Walker )


"É por casualidade que nós nos encontramos, através de escolha que nós ficamos os amigos. "





"É mais fácil perdoar nossos inimigos que nossos amigos."

( William Blake )

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Na "Prática"...

O dia tinha sido complicado!

Longo e cheio de tarefas que não se coadunavam com o tempo de que dispunha para as executar!
Tinha sido curta...e Longa a semana...
Sem capacidade para encaixar os agendamentos que ganhavam carácter de urgência...
Mas aproximavasse o tempo de descanso...
E no horizonte a reorganização...
E não podíamos faltar...
A Prática é imprescindível!
Mas havia tempo para "Respirar"...
E lá vem a base para sustentar!
Não era suposto demorar que a Prática fazia-se aguardar...
Mas é dado adquirido aquele a que não podemos fugir...
E à "Fruta" tivemos de ir!
Afinal era tempo de descontrair!
Mas a Prática...A Prática fazia-se Ouvir...
E a urgência era Ir...
Ou Talvez Não!
Podemos então usufruir sem culpa ou pressa de Cumprir..
Afinal a Prática não quis Vir!
Entre o muito que ali se aprendia...
Até tempo houve para alguma Biologia...
A Prática afinal tornou-se uma mais Valia!

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Cedências e Creditações


Vamos falar e pensar no que podia ser...
Tornar flexiveís crenças e Acreditar...
Vamos lançar-nos ao Desafio...
Sem Dormir, sem respirar...Sem Pensar!
Vamos sentir e deixar-nos Ir!
Guiados pelo sentimento, ignorando o pensamento!
Vamos tentar...
Que existe a perder no muito que está por conquistar?
Que mal "daqui" pode vir?
Basta fazer cedências...Basta Creditar os valores que já existem...
As condições são simples...Vamos então partir...
Mas pergunto eu...Quem cede e credita as informações?
Saberás tu que hoje intrísecamente eu assimílei informação que não te vai ajudar?
Não sei se tens essa noção...Creditas tu essa Formação?
Ou esperas que ceda sem Opção?

domingo, 25 de outubro de 2009

Ser...



Teria sido isto que tanto Procurou??
Será este o novo caminho que pensava encontrar??
Tanta espera e desespero terminariam após este percurso?
Ahhh...Mas sabeís vós o que Procuravas para ter a certeza de que haveís encontrado?
Tendes tanta certeza de que o Trilho traçado era o que Vos estava reservado??
Soube então que após o Caminho que se fez caminhando encontrasteís o Caminho que vos estava esperando!
No entanto pergunto de novo:
Como podeís verificar a veracidade de algo que não tendes como sendo Real?
Que vos leva a pensar que o que Vedes é tão palpável como acreditaís ser?
Não vos passa pela ideia que a vossa certeza nada mais seja que pura ilusão do que acreditaís Ser?
Não vos posso questionar sem interpretar e julgar o que para mim apenas me parece uma acepção de algo que tendes a pensar Ser...
Assim sendo e exposto o que penso Ser...
Apenas me permito pensar que talvez seja o que julgueís Ser...

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Gravity



Something always brings me back to you

It never takes too long

No matter what I say or do

I'll still feel you here 'til the moment I'm gone


You hold me without touch

You keep me without chains

I never wanted anything so much

Than to drown in your love and not feel your rain


Set me free, leave me be

I don't want to fall another moment into your gravity

Here I am and I stand so tall

Just the way I'm supposed to be

But you're on to me and all over me


Oh, you loved me 'cause I'm fragile

When I thought that I was strong

But you touch me for a little while

And all my fragile strength is gone


Sara Bareilles

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Sand Magic....


A Areia Mágica que desenha o que Alma Expressa...
Os Desenhos Criados pelos dedos que num Ápice recriam um Cenário Imaginado...
A Magia do Desenho que Reflecte o Imaginário...
Que sucede o Pensamento,
Num enleio pensado e em tal transfomado...
A Imagem que fica dessa mutuação...
É o reflexo que se quer Ver do que pode não Ser...

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Isto sim é SABER!!!


Também há quem lhe chame Sorte!! ;)
Coisas que se Fazem quando o Cansaço (e o Sono!) nos entorpecem os Sentidos....Ainda assim desafio qualquer um a fazer melhor...

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

A Imagem Bastaria...



A imagem bastaria para descrever o que as Palavras não podem dizer...
Quando digo I missed you! I really mean it...
I dont miss something that i Dislike...that`s a True...
But what does it mean when You say It?
Do you still know how to speak the truth, or you lost that capacity in the Road that we traveled??
No meio de tão pouco tempo...
O que temos, o que julgamos ter e aquele que conseguimos arranjar para estar com alguém...
Há um abismo, que de tão profundo se julga Esquecido...
Não está!
Se a preocupação de facto Existia...
Ela lá ficou...porque pelo meio da Pergunta a que não Obtive concreta resposta...
Ficou muito por revelar que as Respostas certamente poderiam influenciar...
Mas mantenho-me leal aos meus princípios...e como dizem os Colegas que tão recentemente me conheceram...
Sou Capaz de Defender com Estupendos Argumentos algo em que Acredito de forma Concreta, Real e convicta...
Mas a Ambiguidade de certos discursos concretiza o seu Objectivo!
Persiste a Dúvida no que é...
A Certeza do que Não Quero...
Mas não a Plenitude do Ser que se Deixa interlaçar em Frases Caladas...
E se a imagem fala por si...
Pouco mais existe que possa escrever...
Afinal, ainda que digas que não, sei que irás ler...
Vais Perceber o pouco que daqui se consegue entender...
E não irás ver a Tua Resposta...
Mas vais ter a certeza de que Não Minto quando tão bem ensinada fui a Omitir...
E a polémica continua...Quem queremos poupar com as Omissões que Praticamos...De forma Intencional ou Não!
Fica o registo de algo que não se pode descrever...Algo que de Forma tão (Im)Perfeita se tornou numa Memória (In)Esquecível!!
E para mais tarde Lembrar...e não Haverem Dúvidas do que a memória pretende Preservar...Fica a Imagem...
(Dizem que Fumar é Um Hábito Execrável! ;))

sábado, 10 de outubro de 2009

Entre o Muito e Pouco...


Entre o muito e o Pouco há-de haver concerteza um meio Termo por descobrir...
Se o Muito pouco dá...
O Pouco consegue muitas vezes ser Satisfatório...
Entre tanto que podia dizer...Escolho não o fazer...
Afinal tanta justificação nada mais pode acrescentar ao que Do nada se diz...
E entre o Espaço que se vai abrindo, deixando entrar a Dúvida do que é,
Permanece a certeza do que Não foi!
Não pela questão que ficou, mais pela pergunta a que se respondeu!
Tanta dissertação sobre um mesmo assunto não esclarece o Muito que de Tão Pouco fica sem Explicação!
Porque Muito seria dizer Pouco...
E Pouco já se disse...
Então entre o Abismo criado pelo vórtice de racionalidade e o Espaço deixado pela inconsequência do Saber...
Pouco resta do Nada dizer...
A Não ser que entre o Muito e o Pouco um dia alguém há-de encontrar um Meio termo para me o conseguir Explicar!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Teria sido...

Teria sido um quase Truque de magia...
Quis a Ironia do Destino que a curiosidade me levasse a perguntar...
Mas o tempo que tinha para obter resposta escuavasse com uma rapidez inigualável...
E a tua resposta veiu em forma de pergunta...Algo que não é correcto!
Se as minhas palavras nem sempre são as mais correctas...
Tento...Nem sempre consigo...fazer-me entender!
Mas a forma colocada de algumas expressões torna-as incoerentes...
E na dúvida da Partilha fica a Ausência que é Certa...
Teria sido...Talvez não fosse...

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Another Year...



Mais um Ano...
Resolvi ficar tão entorpecida que quis esquecer e tentar não lembrar há quantos foi...
Porque para mim ainda me parece que foi Hoje...
Se tanta questão faço em preservar a minha Memória este é um "episódio" que por mais que tentasse não conseguiria esquecer...
É um facto que não se trata de uma Comemoração...
E se lembrar faz Doer o melhor seria não o Fazer!
Mas essas Teorias são bonitas de "Debitar"!
Não são de todo exequíveis!!
Não faço por esquecer...E não me Permito a Evocação da Lembrança!
Mas sei a Hora...Sei o que Disse...Sei quem Estava...
Sei quem Esteve e por isso inevitávelmente sinto uma mágoa que tento Retransformar!
Uma Dor que me Domina o Peito quando se aproxima a hora Exacta que não me saí do pensamento...
É um dia...Foi Um Dia...Será sempre o DIA!
E sei o que os Anos vão passar...e a Dor atenuar...a Lembrança essa vai Permanecer sem que a Evoque...
Sem que a traga ao Presente...
Porque a celebração do que havia a celebrar...Se Tornou a Dor que Nunca há-de passar!

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

(Foto c/ Direitos de Autor - "tchutcho")

I Had to GO...Pensei que era por Um Motivo...Afinal era por Outro...




Recharging Batteries!




Do You live Your Life ruled by the Fear????

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Com Um brilhozinho nos Olhos....



Com um brilhozinho nos olhos e a saia rodada

Escancaraste a porta do bar trazias o cabelo aos ombros

Passeando de cá para lá como as ondas do mar

Conheço tão bem esses olhos e nunca me enganam o que é que aconteceu diz lá

É que hoje fiz um amigo e coisa mais preciosa no mundo não Há

Com um brilhozinho nos olhos metemos o carro muito à frente muito à frente dos bois

Ou seja fizemos promessas, trocámos retratos, traçámos projectos a dois

Trocámos de roupa, trocámos de corpo, trocamos de beijos tão bom é tão bom e com um brilhozinho nos olhos tocamos guitarra pelo menos a julgar pelo som

E o que é que foi que ele disse? E o que é que foi que ele disse?

Hoje soube-me a pouco
Hoje soube-me a pouco
Hoje soube-me a pouco
Hoje soube-me a pouco
Passa aí mais um bocadinho que estou quase a ficar louco

Hoje soube-me a tanto
Hoje soube-me a tanto
Hoje soube-me a tanto
Hoje soube-me a tanto... Portanto hoje soube-me a pouco

Com um brilhozinho nos olhos corremos os estores pusemos o rádio no on

Acendemos a já costumeira velinha de igreja, pusemos no off o telefone

Olha nao dá para contar mas Sei Que Tu Sabes Daquilo Que Sabes Que Eu Sei

E com um brilhozinho nos olhos ficámos parados depois do que não te contei

Com um brilhozinho nos olhos dissemos sei lá o que nos passou pela tola do estilo:

És o number one
Dou-te vinte valores
És um treze no totobola
E às duas por três bebemos um copo fizemos o quatro e pintámos o sete

E com um brilhozinho nos olhos ficámos imoveis a dar uma de tête a tête

E com um brilhozinho nos olhos tentamos saber para lá do que muito se amou

Quem éramos nós
Quem queriamos ser
E quais as esperanças que a Vida Roubou

E olhei-o de longe e mirei-o de perto

Que quem não vê caras não vê corações

E com um brilhozinho nos olhos

Guardei um amigo que é coisa que Vale Milhões

(Rascunho de 28/09/08 15:11...Hoje com mais sentido do que Nunca, a Publico!...E Sim...Só PARA TI!!!! Não Vale o Habitual Discurso...lolol até acho que já acordei ao Som desta Música....lol)

Recordando o Passado...




Existem Dias em que se Torna Necessário Trazer á Memória Episódios Passados....
Afinal "Ele" está lá para nos Mostrar a nossa Evolução...

Para Nos "Lembrar" o que queremos Esquecer...

Para Nos Fazer Avivar Promessas Esquecidas...

Recordações do que Fomos...

Dos "Erros" que cometemos....

Lembranças de Imperfeição...

E nem Sempre se aplica uma das Frases que um dos meus "Professores" me ensinou ....

"The Past must remain just That...The Past"....

Guardo com Carinho muito do que me Disse e me Ensinou...

E Sim...Aprendi a Cair...Quando Estou Preparada para a Queda...

Umas Vezes Melhor...Outras Vezes Pior...

Mas Não Sou de Vidro....Não Quebro com Facilidade..

Mas confesso...Sem precisar de o Fazer...

Permito que me façam Pequenas Mossas...

Nada que não Cure....

Nada que não Sare....

Por isso...


“The past is history, the future’s mystery, the present is a gift – that’s why it’s called the present.”

(ahhhh...Este sem dúvida merece Publicação exactamente 11 meses e 30 dias Depois...Sem dúvida que SIM! Mas para ser Concisa e Precisa direi que este Texto foi Escrito no dia 25/09/08 ás 19.28!! Quase um Ano depois vê a sua publicação concretizada...Já merecia! Este é a Prova de que não esqueço Ensinamentos! A imagem Original não chegava...Já não me agradava, por isso adicionei mais Uma...Sempre fica um texto mais Visual)

My Twin


The neck, then the shame
The head is hung in shame
The neck, then the shame
The head is hung in shame

I thought that you had grown
That you would carry on
But now that I am gone
What else's been with drawn?



You used to be like my twin
And all it's been

Was it all for nothing?
Are you strong when you're with him?

The one who's placed you above us all
I think our love I let it pass
It feels like fire

But it won't last
You used to be like my twin
And all it's been

Was it all for nothing?
Are you strong when you're with him?

The one who's placed you above us all
What is it coming to
I am unwilling to go on

You have lost
No one has won

You used to be like my twin

And all it's been
Was it all for nothing?

Are you strong when you're with him?
The one who's placed you above us all


My Twin
Katatonia

(Não é tanto a forma como conheci a Música...Importa a sua Melodia...O seu Significado para Mim...E Sim o facto de até hoje ser o Toque do meu Telemóvel!
Importante a forma Melodiosa e bem conseguida entre a letra e o som...Não a "Roubei"...Mas também passou inequívocamente a fazer parte do já extenso Rol de Músicas que compõem as minhas Vivências!
E Desta vez resolvi alterar a lógica...Um Rascunho de 11/01/09...Que hoje mereceu publicação)

Nem sei que Título lhe Hei-de Dar...


É verdade, quando começo a escrever não sei muito bem como é que a "coisa" vai correr...
Um facto admito, tenho de reler o que escrevo sob pena de dar grandes "Calinadas"...
Não que isso interfira com a Leitura mas aborrece-me a imperfeição na transmissão dos pensamentos...
Não fiz o que disse que faria no Domingo a alguém que Finalmente percebeu o que há cerca de um Ano lhe dizia...
Não refreei o pensamento através da Escrita por medo do que escreveria...
Mas hoje era Importante que mais uma vez me dedicasse a Ti Nicha...
Neste texto, nem prosa nem poesia, tão somente um Lembrete...
Do que me "Aflige"....
Do que apenas a Ti te diria...
Porque Verbalizar não é para Todos...
Isso já sabia...
Escrever tão pouco...A Maior parte de Nós pensa a uma velocidade que se torna de tal forma Abstracta que a escrita não seria coerente...Mas faço por praticar os Conselhos que Dou...
Por isso tento, tanto quanto possível fazer chegar aos que "Contam" as minhas ideias e pensamentos pois sei que essa Verbalização tantas vezes menosprezada é Importante para melhor compreendermos o Outro...
Não tento mudar Ninguém...Apenas quero que me Percebam...Que façam o mesmo "Esforço" que muitas vezes tenho de fazer para Perceber sem Julgar....Para Compreender sem Analisar...
E raio de texto, termino mesmo sem saber que Titulo lhe hei-de dar...
Quando tanto fica por dizer...e outros Assuntos por falar...

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Um Novo Motor...


De repente senti uma "Urgência" de Escrever...
Quase uma tentativa de encontrar em Tudo isto uma Lógica...
Não espero um texto Curto...Quando o meu cérebro dispara não alcanço a Clareza que devia ter...
E de há uma semana para cá que Tudo se tornou menos Claro...
O meu corpo pede uma Pausa que o meu cérebro não está disposto a dar-lhe...
O meu Cérebro cansado de tentar encontrar a Lógica não me permite Ver aquilo que perante mim surge...
E em catadupa vão "desfilando" acontecimentos que na Urgência de serem guardados acabam Esquecidos,
Numa memória desmemoriada!
Não é Nostalgia que de mim se apodera quando procuro Chaves no Passado...
E daí talvez seja, a vã tentativa de experienciar de uma Outra Forma...
Limitando-me a seguir adiante sem parár para Olhar!
...e pequenas Frases que me fazem Pensar...
Se tudo tem uma lógica muitas vezes imperceptível...se Tudo e Todos somos Razão de Ser,
Este é um daqueles momentos que de tão pouca Clareza me traz Luz!
O ciclo conturbado onde me coloquei, sim porque não posso neste momento "cobrar" de mais ninguém, trouxe-me aqui...
E Hoje, Um dia em que O Ganho significa "Perda"...Onde o Tempo escasseia e as palavras se Tornam complicadas de dizer de forma a Expressar o Turbilhão de emoções que de mim se apodera...
Resolvi mais uma Vez "Racionalizar" em vez de Sentir...
Talvez a "Re-leitura" deste texto me permita chegar a conclusões...
Me Permita Ver em vez de Olhar...
O que me levou ás Lágrimas não foi a Situação que de Confusa se torna Abstracta,
Foi de facto ouvir o que pode ser mais Verdade do que aquilo que até hoje pretendi admitir!
Se o que torna uma Verdade Universal é o facto de "Todos" concordarem com o mesmo...
Então mais não me resta se não assumi-lo como Verdade também...
E a contra gosto chegar a Conclusões que não queria!
Preciso de Arranjar outro Motor Impulsionador...Este que me "acusam" (e reconheço Usar) de ter apenas me Faz Sofrer...Afinal não Pretendo Tornar-me "Invisivel"!
E se é Isso que "Ela" me faz ("Desa")Parecer...Então tenho mesmo de Lhe arranjar uma Cura!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Prenda de Aniversário


Decidi fazer-te a Oferta...
Esperava que neste aniversário te libertasses das Sombras que pairavam no teu Olhar...
Aquelas que dizias que não estavam Lá...
Aquelas que tentavas afastar....Mas que cada vez mais se juntavam...
Era uma Época de Mudança...
Sentia-se no ar...
Para alguns Nova Vida....Objectivos Traçados e Definidos...
E Tu....
Tinhas estado na Origem dos mesmos...
A Vida Faz-se Caminhando...Lutando para subir à Tona...
E fazia todo o Sentido que nesta altura te lembrasse que não precisavas "Invejar-me"...
Eu iría seguir....Mas tu tinhas feito parte do Plano do Caminho...
E estava tudo traçado para te mostrar o quanto já tinha aprendido contigo...
E mais importante...Que não tinha esquecido algumas palavras e sabedoria partilhada....
O passeio foi sendo adiado....e Nesta altura...
Lamento que não tenhamos ido....
Este era o Teu Presente...
Sei que um dia irás desfrutar In Loco....
Parabéns!


http://www.buddhaeden.com/garden.html

"From Yesterday"



He's a stranger to some
And a vision to none
He can never get enough,
Get enough of the one

For a fortune he'd quit
But it's hard to admit
How it ends and begins
On his face is a map of the world
(A map of the world)
On his face is a map of the world
(A map of the world)
From yesterday, it's coming!
From yesterday, the fear!
From yesterday, it calls him
But he doesn't want to read the message here

On a mountain he sits, not of gold but of shit
through the blood he can look, see the life that he took
From council of one
He'll decide when he's done with the innocent

On his face is a map of the world
(A map of the world)
On his face is a map of the world
(A map of the world)

From yesterday, it's coming!
From yesterday, the fear!
From yesterday, it calls him
But he doesn't want to read the message
He doesn't want to read the message
Doesn't want to read the message here

On his face is a map of the world

From yesterday, it's coming!
From yesterday, the fear!
From yesterday, it calls him
But he doesn't want to read the message here
From yesterday,
From yesterday,
From yesterday, the fear
From yesterday,
From yesterday
But he doesn't want to read the message
But he doesn't want to read the message
But he doesn't want to read the message here

30 Seconds to Mars

domingo, 13 de setembro de 2009

Pequena história...

Andava a Corça pelos Bosques na sua azáfama diária...
Vagueava por entre o Verde como se de Ouro se tratasse...
Contemplava e admirava!
Pasmada de felicidade!
Como era Belo o que Observava!
E Como nunca antes havia Reparado que o Verde mais Verde do seu Bosque pelo Seu Olhar esperava...
Que Bela Paisagem Mirava quando se sentiu Observada...
Não estava Só...
Alguém a sua paisagem cobiçava!
Meio a Medo, meio Tentada...
Foi indagar quem no "seu" Território entrava...
"Porque Contemplas tu o que a Meus Olhos Está Reservado?
Quem te disse que podias Admirar tamanha Beleza sem Eu Autorizar?"
A Resposta não se fez esperar...
"Quem te Disse a ti que Esta Bela Paisagem a Ti está Reservada? Quem Te Disse que apenas Tu estás autorizada a contemplá-la?
Essa Tua Pretensão de Achar que o Todo este Belo Apenas por Ti pode Ser Admirado, faz de ti um Animal Isolado!
Para que queres Tu tanta Beleza se de um Olhar mais Abrangente não és capaz?
Para que queres Tu Olhá-la Apenas se com ela não consegues misturar-te?
Não vês que a Beleza por todos pode Ser Observada, sem nunca ser "Olhada"?
Achas o Teu Bosque assim tão belo? Ou Vês tu a beleza por o Possuíres?"
"De que falas? Não Vês Tu também a Beleza? Não Vês Tu este Verde que de Tão Belo é Extasiante?
E Se Estou Só é porque Vejo o que Outros não tem Capacidade de Ver! Foram embora por neste Bosque não poderem ficar!"
" És tu então quem dá essa Permissão?"
"Sou Sim...e não me lembro de lha Dar!"
"Pois não lha pedi...e Por cá Vou Ficar! Talvez me Veja um Destes Dias a Contemplar a Beleza que não quer Partilhar! Não sou de Desistir, nem de Partir sem Tentar! E se não me quer no Seu Bosque sem autorização me Dar, faça um esforço por me Suportar, por aqui Certamente irei andar!
Pode ser que nos voltemos a Encontrar...e Vai ver que Esta Beleza é demais para apenas a um Olhar se Dar!"
A Corça teve de aceitar que Outro alguém o Seu Verde ficasse a contemplar...No Seu Território não Iria Entrar...Mas de facto não havia como Proibir o Seu Olhar!

domingo, 6 de setembro de 2009

Desculpa se Perturbei a Tua Pax!

Desculpa se Perturbei a tua Paz....
Desculpa se achei que eramos Amigos!
Amigos daqueles que eu tão bem sei significar!
Desculpa se Achei que podia partilhar contigo alguns passos mais "Tortos" da Minha Vida!
Desculpa se te incomodei...Perturbei ou arreliei...
Não era essa a Intenção....
Tão pouco que me tivesses em tão pouca consideração!!
Achei que sem cobrar podia contigo a minha Vida, e o que dela faço, partilhar!!
Desculpa se te fiz Pensar Errado....Ou se pensastes que queria Ir Por Outro Lado!!
Desculpa se ao Considerar-te te fiz Desconsiderar-me!!
Desculpa se Apareci...
Desculpa se te Quis por Perto...
Não mais irá Acontecer...
À muito tempo há tua Pax te Devolvi...
Por Isso ai te vou deixar... 
No meu canto vou Ficar...
E Com quem Quiser o Partilhar!!!
Mais uma Vez desculpa se me Imiscuí...
Desculpa se Sou Assim!!!

sábado, 5 de setembro de 2009

Animais Totémicos!!!

Os animais têm um poder que está escondido em todos os Homens.

21 de Dezembro a 20 de Janeiro - GANSO

21 de Janeiro a 20 de Fevereiro - LONTRA 
21 de Fevereiro a 20 de Março - LOBO
21 de Março a 20 de Abril - FALCÃO VERMELHO
21 de Abril a 20 de Maio - CASTOR

21 de Maio a 20 de Junho - CERVO

21 de Junho a 20 de Julho - PICA-PAU

21 de Julho a 20 de Agosto - SALMÃO

21 de Agosto a 20 de Setembro - URSO PARDO

21 de Setembro a 20 de Outubro - CORVO

21 de Outubro a 20 de Novembro - SERPENTE

21 de Novembro a 20 de Dezembro - CORUJA

(Obrigado pela Dica! ;))