sábado, 25 de dezembro de 2010

A Pureza

A pureza do teu sorriso deixa-me atordoada...
A certeza de que um dia vais saber o quanto te acho perfeito,
Mas não te posso dizer...
O Quanto sei que os Três temos um orgulho imenso em ti,
Não pelo excelente aluno que és,
Mas pela Excelente Pessoa que sabemos que está ainda a desenvolver-se!
Esse teu Olhar que transporta um bocadinho de Todos nós,
A certeza de que és Amado, Admirado...
O Amor imenso que sinto por ti,
A certeza de que por Ti escalava Montanhas,
A Certeza de que serás bem sucedido porque nos Transportas contigo,
Mas não fazes parte de Nós!
As minhas preces para que sejas diferente, para que encares o Mundo dessa tua forma serena e Tranquila,
Vejo, são atendidas...
E com a certeza da Pureza que vejo no teu Olhar,
Com a certeza de que és parte Anjo te digo...
Amo-te!
Mesmo que não tão presente quanto gostaria,
Ainda que não te diga todos os dias o que significas para mim,
E como é Grande o que sinto por ti,
Sei que sabes, e espero que os Anjos que te acompanham te sussurrem:
"És o Meu Menino LINDO! Aquele que só por Existir me enche o coração de calor e orgulho!"

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

A Prenda Perfeita

Escolhi a prenda que te ia dar...
Não procurei...
Apenas te trazia no pensamento...
Esse lugar confortável onde gostas de estar...
Tenho para mim que não procuro algo...
Algo acaba sempre por me encontrar...
E foi isso que sucedeu com a tua Prenda...
Aquela que te ia dar...
Aquela que ia esperar que desembrulhasses...
Aquela que ia espelhar no teu rosto a alegria de saber,
Que o objecto que ali estava tinha sido escolhido para ti...
Que não o tinha procurado...
Que ás minhas mãos tinha vindo parar...
Que enquanto te trazia no Pensamento,
O Universo estava a conspirar para a mais perfeita Prenda eu encontrar...
A Prenda que te ia dar...

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Pipes of Peace



I Light A Candle To Our Love

In Love Our Problems Disapper
But All In All We Soon Discover
That One And One Is All We Long To Hear

All'round The World
Little Children Being Born To The World
Got To Give Them All We Can 'Til The War Is Won
Then Will The Work Be Done

Help Them To Learn (Help Them To Learn)
Songs Of Joy Instead Of Burn, Baby, Burn(Burn, Baby Burn)
Let Us Show Them How To Play The Pipes Of Peace
Play The Pipes Of Peace

Help Me To Learn

Songs Of Joy Instead Of Burn, Baby, Burn
Won't You Show Me To Play(How To Play) The Pipes Of Peace(Pipes Of Peace)
Play The Pipes Of Peace

What Do You Say?(What Do You Say)
Will The Human Race Be Run In A Day? (In A Day)
Or Will Someone Save This Planet We're Playing On?
Is It The Only One? (What Are We Going To Do?)

Help Them To See (Help Them To See)
That The People Here Are Like You And Me (You And Me)
Let Us Show Them How To Play(How To Play)The Pipes Of Peace (Pipes of peace)

Play, The Pipes Of Peace

Ooh___________________
I Light A Candle To Our Love
In Love Our Problems Disapper
But All In All We Soon Discover

That One And One Is All We Long To Hear
All'round The World
Little Children Being Born To The World
Got To Give Them All We Can 'Til The War Is Won

Then Will The Work Be Done

Help Them To Learn (Help Them To Learn)
Songs Of Joy Instead Of Burn, Baby, Burn(Burn, Baby Burn)
Let Us Show Them How To Play The Pipes Of Peace
Play The Pipes Of Peace

Help Me To Learn

Songs Of Joy Instead Of Burn, Baby, Burn
Won't You Show Me To Play(How To Play) The Pipes Of Peace (Pipes Of Peace)

Play The Pipes Of Peace
What Do You Say?(What Do You Say)
Will The Human Race Be Run In A Day? (In A Day)
Or Will Someone Save This Planet We're Playing On?
Is It The Only One? (What Are We Going To Do?)

Help Them To See (Help Them To See)
That The People Here Are Like You And Me (You And Me)
Let Us Show Them How To Play(How To Play)The Pipes Of Peace (Pipesofpeace)
Play The Pipes Of Peace

Ooh___________________

I Light A Candle To Our Love
In Love Our Problems Disapper
But All In All We Soon Discover
That One And One Is All We Long To Hear


Paul McCartney

NO MORE LONELY NIGHTS



I can wait another day, until I call you

You've only got my heart on a string and everything a' flutter
But another lonely night might take forever
We've only got each other to blame, it's all the same to me love

`Cause I know what I feel to be right
No more lonely nights, never be another, no more lonely nights
You're my guiding light, day or night I'm always there

May I never miss the thrill of being near you?
And if it takes a couple of years to turn your tears to laughter

I will do what I feel to be right
No more lonely nights, never be another, no more lonely nights
You're my guiding light, day or night I'm always there

And I won't go away until you tell me so
No I'll never go away
Yes I know what I feel to be right

No more lonely nights, never be another, no more lonely nights
You're my guiding light, day or night I'm always there

And I won't go away until you tell me so
No I'll never go away, no more lonely nights

Paul McCartney - 1984

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Across The Universe



Words are flowing out like endless rain into a paper cup,

They slither while they pass they slip away across the universe.
Pools of sorrow, waves of joy are drifting through my open mind,
Possessing and caressing me.

Jai guru deva om.

Nothing's gonna change my world,
Nothing's gonna change my world,
Nothing's gonna change my world,
Nothing's gonna change my world.

Images of broken light which dance before me like a million eyes,
and call me on and on across the universe.
Thoughts meander like a restless wind inside a letter box,
They stumble blindly as they make their way across the universe.

Jai guru deva om.

Nothing's gonna change my world,
Nothing's gonna change my world,
Nothing's gonna change my world,
Nothing's gonna change my world.

Sounds of laughter shades of love are ringing through my open mind,
Inciting and inviting me.
Limitless undying love which shines around me like a million suns,

It calls me on and on across the universe.

Jai guru deva om.

Nothing's gonna change my world (8X)


Rufus Wainwright
(A good "Remake")



......
Jai Guru Deva om

It was said in the beatles song "Across the Universe". Most simple translation is:
"I give thanks to Guru Dev (heavenly teacher) om"

Om is just a sound. However a more detailed translation is:
"Jai" means "O Hail" or "Victory to"
"Guru" means "Teacher"
"Deva" means "God/Lord/Demi-God"
"om" some say is the source of all existence that comes from vibration

Note Guru Dev was a Maharishi's teacher
Jai guru deva om
Nothing gonna change my world
Jai guru deva om

From the ancient Saskrit language.
It means "Victory to God Devine", most accurately. "OM" is the vibration of the universe, with which one who meditates desires to be in tune.

domingo, 19 de dezembro de 2010

Black




Hey... oooh...
Sheets of empty canvas, untouched sheets of clay
Were laid spread out before me as her body once did (did it?)
All five horizons revolved around her soul (and more)
As the earth to the sun
Now the air I tasted and breathed has taken a turn (can i still breath?)

Ooh, and all I taught her was everything
Ooh, I know she gave me all that she wore (thats a fact!)
And now my bitter hands chafe beneath the clouds
Of what was everything.
Oh, the pictures have all been washed in black, tattooed everything...

I take a walk outside
I'm surrounded by some kids at play
I can feel their laughter, so why do I sear?
Oh, and twisted thoughts that spin round my head
I'm spinning, oh, I'm spinning
How quick the sun can drop away (and its so late....)

And now my bitter hands cradle broken glass
Of what was everything?
All the pictures have all been washed in black, tattooed everything...

All the love gone bad turned my world to black
Tattooed all I see, all that I am, all I'll be... yeah...
Uh huh... uh huh... ooh...

I know someday you'll have a beautiful life,
I know you'll be a sun in somebody else's sky, but why
Why, why can't it be, can't it be mine

Aah... uuh..

Too doo doo too, too doo doo
Pearl Jam - Black (MTV unplugged)

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

In the Right Place


Everything`s in place...
And im ready to leave...
I know you are there...
And when its needed you show me the truth...
You show me the way...
And i can see what`ve you mean... By simple looking for the Power that you`ve given me...


Dank

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Bitter Sweet Symphony






'Cause it's a bittersweet symphony, this life
Try to make ends meet, You're a slave to money then you die
I'll take you down the only road I've ever been down

You know the one that takes you to the places, where all the veins meet yeah,
No change, I can change
I can change, I can change
But I'm here in my mold, I am here in my mold
But I'm a million different people, from one day to the next

I can't change my mold
No, no, no, no, no
Well I never pray
But tonight I'm on my knees yeah
I need to hear some sounds that recognize the pain in me, yeah
I let the melody shine, let it cleanse my mind, I feel free now

But the airways are clean and there's nobody singing to me now

No change, I can change, I can change, I can change
But I'm here in my mold, I am here in my mold

And I'm a million different people from one day to the next
I can't change my mold.....No, no, no, no, no

I can't change, I can't change

'Cause it's a bittersweet symphony, this life
Try to make ends meet
Try to find some money then you die

I'll take you down the only road I've ever been down
You know the one that takes you to the places
where all the things meet yeah

You know I can change, I can change, I can change, I can change
But I'm here in my mold, I am here in my mold
And I'm a million different people, from one day to the next
I can't change my mold, no, no, no, no, no

I can't change my mold, no, no, no, no, no,
I can't change

Can't change my body, no, no, no


I'll take you down the only road I've ever been down
I'll take you down the only road I've ever been down

Been down, Ever been down, Ever been down, Ever been down

Have you ever been down?
Have you've ever been down?


The Verve

domingo, 5 de dezembro de 2010

Fantástica coincidência ou o que tem de ser?

Esta minha mania de aos auxiliares de memória recorrer...
Quase não queria acreditar na coincidência...
Coincidência ou destino?
Estava traçado?
Tinha de Ser?
Mas que tens Tu para os meus sentidos entorpecer...
Não pode ser só esse perfume que não me deixa pensar...
É feitiço?
Estarei a ficar louca e a imaginar aquilo que se está a passar...?
Não podem ser os teus olhos, nem a sua transparência que me deixa a tua alma ver...
Quero Acreditar...
Quero saber se o que escrevi pode acontecer...
Se de facto o Ferro se pode dobrar...
Se deixa de resistir quando o Sabem trabalhar...
Porque se houve um tempo em que não queria correr...
Diz-me que agora o posso fazer...
Deixa-me sonhar...
Que coincidências não existem...
E apenas Acontece o que tem de Acontecer...
Porque sonhei...
Porque quase garanto...que o meu Espanto tem justificação...
E não se prende com o pensamento...E Tu não serás um Tormento...
Tão pouco uma divagação...
Deixo-me ficar sem justificação para este estado de Incredulidade que não diminuí com a Idade...

Uma longa Viagem...

Quando olhei...
Pensei "Não...Não poderia!"
Não foi uma recusa em acreditar...
Foi mais o espanto...
E nem queria pensar...
Era bom demais, e não estava a acontecer...
Como é que podia ser?
Esta história que anda para se realizar...
Mas que passos lentos está a dar...
Sem grandes ilusões lá me fui despachar...
Porque a viagem parecia feita a Voar...
Entre curvas e rotundas eis que parava...
À minha frente estava o que de mais inesperado poderia acontecer...
Ok, vamos então que a noite está fria...
Mas a nova aquisição da noite nos protegia...
O perfume que no ar se sentia...O olhar que me entorpecia...
Era um sonho e eu acordar não queria....
Nem pensei...Pensar não queria...
Que a noite terminasse era o que temia...
Mas uma longa viagem ainda havia....

"If everyone cared and nobody cried

If everyone loved and nobody lied
If everyone shared and swallowed their pride
We'd see the day when nobody died"

God Speed...

sábado, 4 de dezembro de 2010

Logo vi


Pois...
Dizes o que pensas mas nao pensas o que dizes...
Dizes que fazes...
Mas não fazes o que dizes...
Disseste..
Fizeste??
Não!!
O que de facto importa para ti é o que os outros fazem...
Tanto te dá o que dizem...
Pouco te importa o que sentem...
Não queres saber...
Isso faz-te perder Tempo...
Aquele que tens de sobra....
Mas que finges que não tens...
Para não pensares porque o tens...
E rodeias-te de pessoas sem coragem para te Enfrentar...
Para te dizer que o que Pensas está errado...
Mas gostas de Viver assim...
Porque Gostas que não tenham poder de argumentação...
E porque quando o tiveste, de tudo fizeste para o Perder...
Não foi POR TI!!!
Não é POR TI!!!
Percorres essa estrada Só não porque assim o queiras....Mas porque te fazes acompanhar do Vazio que consegues criar com essas atitudezinhas que julgas pasarem despercebidas....
Segue então....
Mas não digas que foi porque Sim...
Tão pouco que não tornará a Acontecer...
Por te disse certa vez e tornarei a Dizer...
Ainda que no silêncio cá estarei...
E terás de o reconhecer...
E não te espantes....
Eu saberei...
Porque sabes que sim...

Boulevard of Broken Dreams


I walk a lonely road
The only one that I have ever known
Don't know where it goes
But it's home to me and I walk alone

I walk this empty street
On the Boulevard of Broken Dreams
Where the city sleeps
and I'm the only one and I walk alone

I walk alone
I walk alone
I walk alone
I walk a...

My shadow's the only one that walks beside me
My shallow heart's the only thing that's beating
Sometimes I wish someone out there will find me

'Til then I walk alone
Ah-ah, Ah-ah, Ah-ah, Aaah-ah,
Ah-ah, Ah-ah, Ah-ah

I'm walking down the line
That divides me somewhere in my mind

On the border line
Of the edge and where I walk alone

Read between the lines

What's fucked up and everything's alright
Check my vital signs

To know I'm still alive and I walk alone
I walk alone
I walk alone
I walk alone
I walk a...

My shadow's the only one that walks beside me
My shallow heart's the only thing that's beating
Sometimes I wish someone out there will find me
'Til then I walk alone

Ah-ah, Ah-ah, Ah-ah, Aaah-ah
Ah-ah, Ah-ah

I walk alone, I walk a...

I walk this empty street
On the Boulevard of Broken Dreams
Where the city sleeps
And I'm the only one and I walk a...

My shadow's the only one that walks beside me
My shallow heart's the only thing that's beating
Sometimes I wish someone out there will find me

'Til then I walk alone...

Green Day

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Can you???


I want

I want you to trust me
I want you to believe me
I want to feel your eyes
I want to control every heartbeat

I want to hear your voices
I want to disturb the peace
I want you to see me well
I want you to understand me

I want your fantasy
I want your energy
I want to see your hands
I want to go down in applause

Do you see me?
Do you understand me?
Do you feel me?
Do you hear me?

Can you hear me?
We hear you
Can you see me?

We see you

Can you feel me?
We feel you
I don't understand you
....

A translation.... I dont even like them

sábado, 27 de novembro de 2010

Uma certa Noite Fria...


Estava frio...
Bastante Frio...
E eis que de repente o calor se fez sentir...
Eram o par que melhor dançava...
Enquanto lá fora quase nevava...
O Odor a chocolate fez-se sentir...
E não tardou a cair...
Depressa se levantou que no chão não ia ficar,
Mas era tempo de tréguas e nada mais havia a dizer...
O gesto, atitude...
Pensada, ou não, que a cena rapidamente se desenvolvia...
Sentidos inebriados...
Calados...
Mas não sossegados!
Vontade não havia de sair de onde se estava...
Mas o Tempo impediedoso passava...
E só uma coisa havia a fazer que a falta de açucar no sangue,
Maus-Humores revelava e a manhã não tardava...
Uns para perto, outros para mais longe...
Que cenário se desenrolava entre as personagens Animadas,
Que no set ainda brincavam...

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Future, Past....Present




Sou um zero à esquerda em orientação...
Para mim caminhar em direcção ao mar, quando me consigo situar, não é ir para Sul ou Norte, é ir em direcção ao Mar!
Eu lá sei para que lado fica o Oceano...
É suposto saber?
Mas por que raio tenho eu de saber que sul é para a esquerda e norte para a direita?
O problema está em orientar-me...
Saber quando devo virar,
Quando o melhor é seguir em frente,  
Ou quando, já meio perdida, o mais correcto seria voltar ao ponto de partida, e talvez pedir alguma orientação...
Mas como é que alguém pode dar indicações a quem não se sabe orientar?
Simples...Indicando o caminho a seguir...E se por palavras não vai...Podem sempre fazer-me desenhos, que devagar chego lá...
Afinal não é preciso bússola,
Tão pouco gps,
Para conseguir chegar ao local onde devemos estar...

Força



Tás a sentir
Uma página de história
Um pedaço da tua glória
Que vai passar breve memória
Tamos no pico do verão mas chove
Por todo o lado
Levo uma de cada
Já tou bem aviado
Cuspo directo no caderno
Rimas saídas do inferno
Que passei à tua pala
Num tempo que pareceu eterno
Tou de cara lavada

Tenho a casa arrumada
Lembrança apagada
Duma vida quase lixada

Passeio na praia
Atacado pelos clones
São tantos iguais
Sem contar com os silicones
Olho para o céu
Mas toda a gente foi de férias

Apetece-me gritar
Até rebentar as artérias

(respiro fundo)
E lembro-me da força
(guardo dentro do meu corpo)
Espero que ela ouça

Todo o amor deste mundo
Perdido num segundo
Todo o riso transformado
Num olhar apagado

Toda a fúria de viver
Afastada do meu ser
Até que um dia acordei
E vi que estava a perder
Toda a força que cresceu
Na vida que Deus me deu

A vontade de gritar bem alto:

O meu amor morreu
Todo o mundo há-de ouvir
Todo o mundo há-de sentir
Tenho a força de mil homens
Para o que há de vir

Flashback instantâneo
Prazer momentâneo
Penso e digo até
Que bate duro
No meu crânio
Toda a dor
Toda a raiva
Todo o ciúme
Toda a luta
Toda a mágoa e pesar
Toda a lágrima enxuga
Odiando como posso
Não posso encher a cabeça
Não há dinheiro
Nem vontade
Ou amor que o mereça
Não vou pensar de novo,
Vou-me pôr novo
Neste dia novo
Estreio um coração novo

Visto-me de branco
Bem alegre no meu luto
Saio para a rua
Mais contente que um puto
Acredita que custou
Mas finalmente passou

No final do dia
Foi só isto que restou

(respiro fundo)
E lembro-me da força
(guardo dentro do meu corpo)
Espero que ela ouça

Todo o amor deste mundo
Perdido num segundo
Todo o riso transformado

Num olhar apagado
Toda a fúria de viver
Afastada do meu ser
Até que um dia acordei
E vi que estava a perder
Toda a força que cresceu
Na vida que Deus me deu

A vontade de gritar bem alto:
O meu amor morreu
Todo o mundo há-de ouvir
Todo o mundo há-de sentir
Tenho a força de mil homens
Para o que há de vir

Vai haver um outro alguém
Que me ame e trate bem
Vai haver um outro alguém
Que me ouça também
Vai haver um outro alguém
Que faça valer a pena
Vai haver um outro alguém
Que me cante este poema

Da Weasel

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

...O que Perdemos...


Tantas Vezes O que estimamos,
O que Queremos...
É tantas Vezes aquilo que “Depressa” demais perdemos...
Tudo o que é Material...
Não devia ter o Valor que lhe Damos...
Não devia substituir....
Não devia causar Apego...
Tão pouco provocar sofrimento quando é chegado o Tempo de desapegar...

Muito simples é achar que um qualquer objecto não tem Valor...
Que o que significa perdurará...
Ou Não...

Que pelo simples facto de ter “desaparecido” nos tornará mais fácil esquecer...
Ou até que o seu “desaparecimento” é um Indicador daquilo que devemos fazer...

No entanto...
Somos Humanos...
E Perder...Ainda mais quando deste tipo de objectos se trata....

Não é fácil...
E a Mim...Causa-me Dor....

sábado, 13 de novembro de 2010

Um Dia Vais Perceber....

Um vais perceber...
Tudo o que te quis dizer...
Um dia vais-te virar e o meu olhar vais encontrar...
Nesse dia vais perceber....
Que a mágoa se desvaneceu quando o teu Olhar perdeu....
Vais entender...
Que sim, me fizeste sofrer....
Vais querer falar e posso não te querer Ouvir...
Reservo-me o direito de pensar que me Quiseste Magoar...
Não...Não foi sem intenção...
Não...Não foi sem querer....
Nesse dia vais perceber que apenas aqueles que agem como Eu...
Aqueles que os seus erros sabem reconhecer...
Que Não tem Medo de Falar mas que também receiam o que o outro vai pensar...
Apenas aqueles que nutrem Sentimentos....E que os Sabem DAR....
Podem Permanecer num plano que não abarca o Pensamento....
Que é mais do que um mero Sentimento...
Que tudo pode e tudo Alcança...
Que Dá e Não TIRA....
Que também Fere mas não interfere naquilo que só a Nós Pertence....
Um Dia Vais Perceber....

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Veio a Maria Clementina



Como se colhe uma mulher?
Nem sempre é touro p’ra colher
E o matador que há em mim
Não bandarilha num jardim.
Ser pegador tão floreado

Não faz que eu seja bom forcado.
Se da plateia vêm flores
A cada "Olé" eu sinto dores.
Foi-se esta veia assassina

Veio a Maria Clementina.
Como se apanha um coração
Sem dar o nosso por caução?

O caçador que há em mim
Não se deixa abater assim
Mas p’lo disparo sem certeza

Ricocheteia a Natureza.
Se da culatra vêm flores
Eu digo ais mas não de dores.
Um tiro errado não se ensina;

Veio a Maria Clementina.
Como se cala uma cantiga
Sem trautear quanto isso obriga?

O surdo-mudo que há em mim
Já ouve o anunciado fim.
De tão cinzenta previsão

Alaranjou-se-me a intenção
Se te amordaço e dás-me flores
Que me castiguem justas dores.

Foi-se esta predatória sina;
Veio a Maria Clementina.

Projecto Maria Clementina

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Sementes da Saudade



Era uma vez um passado e talvez

Fosse então fruto da recordação
Sol e avidez, areais, ombros nus
Em cada chão sementes de Verão


Au revoir lividez, tristes tigres da tez
Tenra idade, o fruto da vontade
À esperança que vês, não lhe chames prenhez
Na verdade são sementes da saudade

E podes germinar aqui ao meu lado
E não terá que ser num sentido figurado
Não partiste de vez
Segurei-te a raiz

Estou feliz, felizmente estás contente
Mas foi outro o final
Tu partiste e não faz mal
Afinal és gente com semente

Reis dos bongós, mais bonés, pés que vês
Já cá estão os frutos da estação
Mães pra o país, eis que jaz a má rês
Venham mais sementes estivais
Se este é trono, porque é que te levantas?
Sementes régias, ai são grainhas santas

Não partiste de vez
Segurei-te a raiz
Estou feliz, felizmente estás contente
Mas foi outro o final
Tu partiste e não faz mal

Afinal és gente com semente.

Maria Clementina

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Parece

Muitas vezes parece que o que me Parece
Não tem forma de Parecer!
Será sofrimento o que Parece ter essa estranha forma de (A)parecer?
Apenas imaginar que o que me Parece nunca chegou a Ser,
É suficiente para me fazer Pensar que o tempo começa a (desa)parecer,
Naquilo que uma ampulheta parece Ser...
Esse tempo de outro Tempo deixa de Parecer...
E nas poucas imagens reais do que Parecia...
Uma imagem Parece ganhar algum realce...
(A)Parecia...
Mas nunca foi...
Resta Imaginar o que seria...
Que tão bem Parecia...(Trans)Parecia...
Mas vendo Bem não Era!
Nunca foi....e o que era Não Parecia.....

terça-feira, 19 de outubro de 2010

"Velha" Tecnologia

Há uma coisa que não compreendo...
Com tanta tecnologia que existe...
Mas porquê??
Só peço que me deixem "Descansar"...
Pelo menos que não seja sempre há mesma Hora!!
Telefonem...Mandem Email`s....
Sei lá até um Pombo Correio já serve....
Agora por favor...DESLIGUEM "isso"...
As minhas Palavras....Expressões....Sentimentos...
Sentenças...Deveriam ter mostrado que existem outras Formas de me Contactar!!
"Desliguem"!!!
Não quero Saber!!!
Ou se querem que Saiba...CONTEM-ME!!!
Não tenho de estar constantemente a ser "Bombardeada" com "Alertas"!

sábado, 16 de outubro de 2010

Sombras

Sombras que atraem...
Sombras que Repelem...
Sombras que me perseguem...
É noite e no entanto.....
Brilham lá encima as Estrelas...
Mas no entanto...
Não há Lua...
Não há Luz....
Sombras como me seguem...?
Ilusões talvez??
É Tamanha a Pequenez?
Sombras...
Sombras que se Sentem...
Sombras que apenas pairam....
Sombra....Revela-te...
Ou tens Medo que a Luz te Mostre?

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Illusions.....


Some people tell me that I need help
Some people can fuck off and go to hell
God damn, why they criticize me
Now shit is on the rise so my family despise me
Fuck 'em! And feed 'em, cause I don't need 'em
I won't join 'em if I can beat 'em
They don't understand my logic
To my gat to my money and I'm hooked on chronic
I never wanted to hurt a nigga
Unless ya come flexin that trigga, I dig ya
That grave on the east side of towwwwn
Lay ya six feet undergrounnnnd
From man, to the dust to the ashes
All I remember tell me where the cash is
Clicl-clack, barrel at my dome
Give all your loot or you ain't goin home
But I ain't goin out with a bang
Wa da da dang, wa dada daa dang

[Chorus]
I'm havin illusions, all this confusion's drivin me mad inside
I'm havin illusions, all this confusion's fuckin me up in my mind
I'm havin illusions, all this confusion's drivin me mad inside
I'm havin illusions, all this confusion's fuckin me up in my mind

[B-Real]
Motherfuckers be drivin me up the walls
Hopin that I fall but they can lick my balls
Straight jacket, strap it
In a padded room when some punk niggaz can't hack it
Distracted from all reality
Now I'm let out on a minor technicality
(ahhh) They all fucked up now
Cause they let a nigga back on the streets somehow
I'm lookin for someone like me
Livin in my own world to my own degree
On the loose in the city lookin at the ho wit the big titties
Lookin at me and I feel shitty
A little tensed up gettin hot
Cause she looks like my girl who just smoked at the crack spot
I'm tryin to find ways to cope
But I ain't fuckin round with the gauge or a rope

I'm havin illusions..
I'm havin illusions..
I'm havin illusions..
I'm havin illusions..
I'm havin illusions..
I'm havin illusions..
I'm havin illusions..
I'm havin illusions..

By....

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Para TI

Quero Apenas Gritar o quanto sinto a Tua FALTA!!!
A Falta da Tua PRESENÇA!
A Falta do teu LINDO OLHAR!
Quero Apenas GRITAR que a tua Memória Nunca Irei APAGAR!
Quero GRITAR...Só GRITAR...O QUANTO TE AMO E PARA SEMPRE IREI AMAR!
Sei que Estás...
Sei que para Sempre Estarás!
E Enquanto Viver O TEU NOME Viverá!

Desculpa se te CHAMO...
Perdoa-me se Não Te deixo Descansar....

domingo, 19 de setembro de 2010

The Air I Breath



"Nenhuma emoção, como uma onda, pode manter por muito tempo a sua forma individual."


Henry Ward Beecher

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

A White Painting...


....ficou a pensar que ás vezes....por vezes...em raras ocasiões...Não se Engana...mas não vê o Quadro todo! Ainda Assim....e porque não se engana...A Tinta pode ter um pouco mais de qualidade do que inicialmente parecia! Um Pouco.....

Do muito da vida que busca o que faz...

Que a nossa lembrança cá dentro nos trás...
Se os enganos da tinta que escreve na tela...
Em momentos incertos no quadro a revela...
E não raros os dias se insurgem por vezes...
...Dos pensares da alma que trazem reveses...

E quando olhas a Tela de novo em branco...

No teu pensamento surge uma nova esperança...
E uma pequena Luz na escuridão Brilhando...
Traz consigo a esperada mudança...
Mas queres tu vãs lembranças do que foste Outrora?
...Ou é hora de deixar nascer a Aurora?
Terás Tu coragem de ir pela Vida fora como planeaste e não Realizaste?
Ou entras na estrada de Oz em busca de um Feiticeiro que te dê Voz?
A Tua alma dorida e cansada diz-te que O Nada da Tela que perante ti se revela, não é Nada sem a Tinta que se espera coloques nela!

(A negrito mais uma Vez...Alexandre Murraças....Só tu poderias Ver o que de facto eu quis dizer...Só tu o poderias completar...Obrigado! Por saberes "Escutar" e por tantas vezes colocares a Tinta no Quadro!)

A Tarde dos Reencontros


À Tarde do Fogareiro...
Essa Longa Tarde que de rosa se vestiu e à rua Saíu....
Eram elas e eles...Ou Eles e elas...
Não fosse a revolta dos Ácidos e nem a meia bifana teria descido...
Mas a Imperial...
Há como gosto dos meus cereaís pela Manhã! lol
Não bebo muito, ao contrário do que alguns teimam em dizer!
Mas quando decidi o belo texto escrever tinha apenas a intenção de alguns preciosos momentos guardar...
Esta Festa...nomeadamente a bela Tarde foram pontuadas por momentos que gostaría de conservar...
Alguns apenas meus...E não...Não os vou publicar...
Coisas que se dizem...
Gestos...Atitudes e espante-se algumas Virtudes!
Encontrei e reencontrei pessoas que com tanto Significado tinham de ser "Re"-"Encontradas"!
Algumas que parecem Ser...
Outras que tentam Ser...
Mas encontrei algumas que me fizeram Pensar...e outras que quero Guardar!
Pródiga em "Achar" Seres que não dá sequer para "Explicar"...Tão pouco enunciar...
Mas na essência deste Texto apenas pretendo deixar...
A Marca do que sei que é Importante Conservar...
"Existem Sorrisos difíceis de Esquecer...e Momentos de Vida e da Vida que para Sempre devem Permanecer...A Amizade é Sagrada e bem Semeada...Nada deve Temer!"

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Just So You Know



The surface is so Cold and Worthless

All the things that I have still come from there
So paint your windows in front of my face
When you know damn well theres
                     No one behind them

I wish your body was not so warm to me
Just so you know
All it was was something beautiful

When tides and dreams dont seem so tall at all
Its me against the world still Im losing ground

Id kill to taste what it must be like
Cause its every one of my empty parts
That you fill now

I wish your body was not so warm to me
Just so you know
All it was was something beautiful

When tides and dreams dont seem so tall at all

                                Pause...................................Silence

Another moment dropped off
Left behind and
Hanging still

                      You wont see me
                       I cant see you

All it was was something beautiful
When tides and dreams dont seem so tall at all



American Head Charge

sábado, 11 de setembro de 2010

Porque Vivo....



Não só de Tristeza e Amargura...
Mas de Alegrias e Loucura!
E porque não posso e não quero Registar somente o Mau...
Mas conservar e manter o Bom que na minha Vida Acontece!
Os Bons que na minha Vida Aparecem!
Porque quero Louvar os que, com Palavras a minha Dedicação conquistam...
E aos que os Meus Silêncios sabem Ouvir...
Porque Justiça a quem me Dá Sorrisos e lágrimas só provoca de Alegria!
A Vocês!!!
A Todos Vocês que vão cruzando o meu Caminho!
Aos que ficam...e aos que por ela passaram Mas MUITO deixaram de Si!
Obrigado!
Pelas gargalhadas sobre o Nada! As conversas Tontas e vazias de significado Elaborado!
Obrigado pelo simples Prazer de Estar Convosco...
De Ter feito e Fazer parte das Vossas tão Importantes Vidas!
Grata pelos Momentos, Tormentos e muitos Unguentos que partilhei, partilho e partilharei convosco!
E Porque não Vivo de Más Recordações que são tantas vezes abundantes....
Obrigado por me ajudarem a guardar Momentos Fantásticos sem Descrição de Irreais que São!
Mais Silenciosos....Mais Assertivos....Observadores....Conversadores...Animados...Mais Sinceros e Desbocados...Mais Animados ou reservados...
Alguns com o Dom da Palavra...outros somente com o Dom de Terem Alma....
Obrigado aos Meus Amigos....
Aqueles que me "Aturam" há Anos...
Aqueles que entram rapidamente e por breves momentos mas que partilham comigo Partes significativas e inesquecíveis!
....Por Vós...Para Vós....Porque Vivo!!
Vivam também Vocês em Mim.....

terça-feira, 7 de setembro de 2010

a vida e as pessoas ja me secaram as lágrimas ..... agora é so rir !!!!


Caro amigo as lágrimas podem ser reflexos de Pura alegria não completamente expressa pelos (muitas vezes) falsos Sorrisos!
Qualquer cobarde sabe rir...é Preciso ser "Muito Homem" para saber Chorar!

Emoções....Gosto de criar Emoções....
E num contexto ou em outro o que se diz fica registado...
Não por quem diz...Mas por quem Ouve...
Sabes qual é o mal de muitos de Nós?
Dizermos o que muitas vezes não queremos levados por emoções que nos Assaltam e nos fazem tropeçar em sentidos que não eram os que queríamos que fossem percebidos...
Mas Nós os que falamos ganhamos ao Sentir...enquanto que os que calam...
Enfim....Palavras para quê....
Nós que assim Somos...Somos Entendidos, ou não, por aqueles que como nós Ambicionam Ser! ;)

(Obrigado pelo Título Sílvio...;) É verdade que a transcrição não está totalmente fiel ao diálogo...Mas é o meu Blog...São palavras Minhas...Posso adaptar..."Its Mi World"! (leia-se com a pronúncia correcta!!)

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Carne...CaóticaMente em Turbilhão...




E das entranhas se soltam uivos de uma dor que trespassa pele...!

Que invade a mente e a alimenta vorazmente...
Sucumbindo à essência de um olhar perdido...
Pelos rios de sangue infiltrados nas veias de uma caótica mente que nos busca a carne crua...

Que nos devora a Alma sem piedade!
Que nos diz Não quando tanto queríamos o Sim...
E Perdidos...Nesse Limbo...Sem Moeda....

Sem o acto simbólico da partilha da alma...
Do alimento que transcende sensatez...
E nos pertence a cada momento que de nós nos transformamos...

Mas "NÂO QUEREMOS"!! Gritamos em vão...
Do Alto da Muralha onde pende o Coração trespassado dessa Dor...e Do Silêncio que cala o que não queremos...
Da mente em turbilhão que não se Silencia!
Perante o que não Nos Dizem mas ouvimos nesse Eco onde a encruzilhada nos fechou e Ninguém por Nós ficou...

E buscamos na luta sem fim...
O imenso de sombras que nos invade a ilusão...
Porque queremos...
Porque sentimos...
Porque do novo recomeço se regista o olhar do sonho que não poderá cair...
...E nos erguemos do mundo e caminhamos dispersos na razão do que está para vir...

(A negrito Alexandre Murraças.... Já nem vale a pena dizer mais nada...;)...)

domingo, 5 de setembro de 2010

Des-Conecta....


Mente humana...emaranhado de ideias...
Fuga à realidade...
Desconexação do aceitável....Colapso que se adivinha....
Esse Super Eu que não quer Paz...
Substracto abstracto do que se quer deixar Lá Atrás....
Mas que concomitantemente se precisa perto...
E parecem grandes verdades revelar...
Essas mentes peculiares que de tão brilhantes não querem Brilhar...
O que revelam ninguém percebe....
As sinapses parecem não quer acompanhar o que o desejo não deixa revelar...
E ficam por aclarar ideias que de Ideaís não pretendem passar....

sábado, 4 de setembro de 2010

Need You Now



Picture perfect memories,

Scattered all around the floor.
Reaching for the phone cause, I can’t fight it any more.
And I wonder if I ever cross your mind.
For me it happens all the time.
It’s a quarter after one, I’m all alone and I need you now.
Said I wouldn’t come but I lost all control and I need you now.
And I don’t know how I can do without, I just need you now.
Another shot of whiskey, can’t stop looking at the door.
Wishing you’d come sweeping in the way you did before.
And I wonder if I ever cross your mind.
For me it happens all the time.
It’s a quarter after one, I’m a little drunk,
And I need you now.
Said I wouldn’t call but I lost all control and I need you now.
And I don’t know how I can do without, I just need you now.
Yes I’d rather hurt than feel nothing at all.
It’s a quarter after one, I’m all alone and I need you now.

And I said I wouldn’t call but I’m a little drunk and I need you now.
And I don’t know how I can do without, I just need you now.
I just need you now.
Oh baby I need you now.


Lady Antebellum - Need You Now Lyrics

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Bang Bang



I was five and he was six

We rode on horses made of sticks
He wore black and I wore white
He would always win the fight

Bang bang, he shot me down
Bang bang, I hit the ground
Bang bang, that awful sound
Bang bang, my baby shot me down.

Seasons came and changed the time

When I grew up, I called him mine
He would always laugh and say

"Remember when we used to play?"

Bang bang, I shot you down
Bang bang, you hit the ground
Bang bang, that awful sound
Bang bang, I used to shoot you down.
Music played, and people sang
Just for me, the church bells rang.
Now he's gone, I don't know why

And till this day, sometimes I cry
He didn't even say goodbye
He didn't take the time to lie.

Bang bang, he shot me down
Bang bang, I hit the ground
Bang bang, that awful sound
Bang bang, my baby shot me down...


(PSM remix, Kill Bill Trailer)

sábado, 28 de agosto de 2010

Falta de integridade?


Julgas que podes valer-te das lições que te deram para conseguir deturpar as palavras que outros dizem?
Ah...Não! Achas....e Achas-te apenas capaz de entender da tua hábil maneira o que os outros querem dizer...
Não foi demonstrado?
O quê?
O que era esperado?
Porque haveria de ser se não existe muito a Dizer...
Certa noite...
Alguém me disse: "Vem, deixa aí o que não queres trazer...."
O pior é que não queria....e talvez não queira "largar" aquilo que ali estava e parecia já não estar...
No entanto achas que podes...Que deves...Apenas porque sim, dizer o que pensas sem Ouvir o que os outros podem querer Dizer...
Mais uma vez fui tomada por uma habilidade que tento perder...
A de avaliar e pré-conceber com dados, vejo hoje, que pouca informação podem fornecer...
Hoje já sei que és mais do que pareces...
Dá-me então a mim o benefícío da dúvida...Pode ser que um dia ainda te consiga surpreender...
Não será fácil e desta vez não vou Prometer...
Mas se abrires uma pequena fresta na Ideia já concebida....pode ser que a minha Integridade consiga um espacinho para entrar!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Parece que Somos....

Porque muitas vezes não Parece..É!!
Mas tantas outras em vez de Ser apenas se tenta parecer o que realidade não se É!
Será de tentar ser o que queremos Parecer que acabamos por Parecer aquilo que não Somos??
Ou na realidade a ânsia do Parecer acaba por fazer com que o que não Somos seja aquilo em que nos tornamos?
A ilusão que criamos no Parecer que somos o que quer que seja que tentamos Ser...
Converge apenas na desilusão de Ser o que não queremos parecer...
Ah...Mas em vão tentamos criar o que Somos trocando o que Parecemos por aquilo que achamos...
Não Somos mas queremos Ser...
Parecemos...
Mas obscurecemos o que Somos pelas parecenças que tentamos ter com aquilo que Parecemos Ser!
E no entanto mais não somos do que aquilo que ao Ser apenas parecemos tentar Parecer!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Inception


"Mal: You keep telling yourself what you know. But what do you believe? What do you feel?"

Porque se o sonho dentro do Sonho não te faz Sonhar...
Então Acorda...
Esta é a Realidade?
Sonho ou Ficção?
Parece uma Escolha...
Escolheste?
E qual foi a tua decisão?
Queres Sonhar?
Ou pelo contrário ficar na Prisão que é a Realidade...
Circunscritos apenas ao que nos Oferecem...
É quanto baste?
...Lets Dream....

domingo, 8 de agosto de 2010

As Molduras que penduramos....

Hoje vi como algo Grande se pode tão pequeno tornar....
Percebi que não somos Grandes em tamanho...
Em posses...ou em Sonhos...
Somos Grandes quando podemos Olhar os Outros de Frente....
Somos Grandes quanto a pequenez do que somos aos outros é transparente...
Há! Mas como somos pequeninos quando ela se revela...
Como são tacanhas e desprovidas as nossas tão belas e elaboradas palavras....
Quando os outros ouvem não o que dizemos...
Mas o que escondemos....
Aquilo que pensamos mas que não é permitido dizer...
Há como somos Livres...
Com as Grilhetas com que nos acorrentamos...
Mas não!
De que grilhetas falamos???
Somos livres.....com o Peso que arrastamos....
Somos Grandes e Serenos e a ninguém tememos....
Seremos Assim tão Grandes.....???
E os outros que do alto Olhamos....?
São eles tão pequenos que não os Vemos?
.......Não....
Eles pequenos não São....
E do Alto caímos e nos estatelamos....
Quando tão Grandes nos achamos....
Para tão pequeninos nos Revelarmos...
Pois! É que alguns teimam em Ver....
Que a Grandeza que mostramos...
Não passa de uma moldura com que nos Penduramos numa parede de juncos e arames....

By

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Raggy Doll

...Fui Usada...
É triste reconhecer...
Mas ainda mais duro que quem comigo brincou não queira hoje admitir que o fez....
Que de muitas brincadeiras fomos parceiros....
Sou uma Boneca de Trapos...
Aquela que se arruma num qualquer espaço infímo...
Aquela que deixa de servir quando aparece um novo Brinquedo...
Sou uma Boneca de Trapos...
Já suja...Não do Uso...
Mas do Pó que não me tiram...
Sou uma Boneca de Trapos...
Apenas costurada para servir de Brinquedo...
Apenas remendada para não largar por ai os fios que me dão Vida!
....Lembrada apenas nas horas em que as novas Tecnologias não estão activas....
Ou tão somente para ser Sacudida...
Outras Vezes apenas levantada para limpar o Pó que se acumula nas estantes...
Sou uma Boneca de Trapos...
Esquecida...Maltratada e Humilhada...
Sou uma Boneca de Trapos....
Porque não me deram uma Vida....
Vivia Iludida porque pensava que havia amizade em que comigo brincava...
Sou uma Boneca de Trapos numa estante esquecida....
Mas sou uma Boneca de Trapos...Decidida...
E um dia....
Um qualquer dia em que vos apeteça Brincar comigo....
Lembrem-se apenas que sou uma Boneca de Trapos....
Não sou de "Plástico"....
E no espaço em muitos Oco...eu tenho um Pequeno Botão...
Que costurado ou não, é de Ouro...E esse ninguém me pode Roubar...
Sou uma Boneca de Trapos...Apenas sirvo para Brincar...
Mas sou Uma Boneca de Trapos com Lindas Linhas para Mostrar...
Sou de Trapos...é um facto....
Mas ninguém me consegue rasgar.....


By

sábado, 24 de julho de 2010

Um Fim de Semana em Grande


Um fim de semana a recordar...
Nem tanto as noites barulhentas...
Sim, que finalmente percebi o propósito da fisga!
Os animais barulhentos...Mas as Gaivotas não dormem??
Durante o dia era vê-las feitas zombies a aproveitar as sombras e a pouca ondulação que se fazia sentir...
Mas à noite eram as Raves no meu parapeito!
Ainda assim...A sardinhada...
A companhia...
As massagens...
Os Passeios...
As compras e o Ar...
Ah... O ar que se respirava...
A Paz que senti...
O descanso merecido...
Quero recordar este Fim de Semana com a calma que me proporcionou...
E lembrar que os Caminhos que parecem longos...
Fazem-nos chegar depressa...

terça-feira, 6 de julho de 2010

"memories of times when the simplest things were less complicated ...."






...Objectivamente nem melhores nem piores, porque o que não evoluí cria ócio...e crias...gosto....Mas prefiro Animais crescidos!
 
Engraçado como os sons e os odores me fazem rapidamente vivenciar momentos, situações...
Recordar pessoas...
Recordar o que fizémos e constatar que não podia ter sido diferente...
Não se trata de acreditar ou não no destino...
Não é tão pouco a crença de que Algo nos move como se fossêmos apenas Marionetas...
....Falo de como Recordar nos faz Ver que nada podia ser diferente porque isso teria influenciado o nosso Futuro...
E estou onde Estou por causa das Escolhas que Fiz...
E se nem sempre essas Escolhas me pareceram minhas...
Hoje....
Sei que todas elas foram feitas por mim...
 "I wonder what you're doing
Imagine where you are
There’s oceans in between us
But that’s not very far"
...E o que ontem tinha Nexo mas não fazia sentido...
Hoje é sentido com pouco Nexo!

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Aponia....

“Do not spoil what you have by desiring what you have not; remember that what you now have was once among the things you only hoped for.” - Epicurus

Aponia, or the absence of pain...

Parece de facto algo de muito filosófico...Quase inatingível...
Algo de sobre humano reservado apenas para aqueles que não possuem "Veneno" nos seus corpos...
Derivar os nossos actos apenas através de moléculas e atómos dos quais somos compostos...
Sem antecedentes...Precedentes...Ou outros Entes que tais...
Enquanto matéria somos responsáveis pela transformação...
Não pela inovação...Que a acreditar em teorias como esta...Pouco haverá para inovar...
Somos então derivações do que outrora existíu e sem margem para ser Algo que já não esteja molecularmente predefinido...
Ora sem Poderes Superiores...Seres Superiores...Qualquer tentativa de Superioridade leva-nos à inevitável Repetição...
Seremos tão Redondos que estejamos pré-concebidos para andar em Círculos?
Seres repletos de ilusão...
Em que apenas alguns...Os Escolhidos entre os melhores genéticamente...Estão preparados para alcançar o núcleo?

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Prince of Persia Music Video - I Remain (with lyrics)



"Não foi um mau filme??" Ok...podia ter sido melhor! lolol
Mas ainda assim...I Remain....;)

Wonderful Life



Here I go out to see again

the sunshine fills my hair
and dreams hang in the air
Gulls in the sky and in my blue eyes
you know it feels unfair

There's magic everywhere

Look at me standing
here on my own again
up straight in the sunshine

No need to run and hide
it's a wonderful, wonderful life
No need to laugh and cry

it's a wonderful, wonderful life

Sun in your eyes
the heat is in your hair
they seem to hate you
because you're there
and I need a friend
Oh, I need a friend

To make me happy

Not stand here on my own

Look at me standing
here on my own again up straight in the sunshine

No need to run and hide it's a wonderful, wonderful life

No need to laugh and cry it's a wonderful, wonderful life

I need a friend , oh, I need friend  to make me happy not so alone.......

Look at me here here on my own again up straight in the sunshine

No need to run and hide it's a wonderful, wonderful life

No need to laugh and cry, it's a wonderful, wonderful life

No need to run and hide it's a wonderful, wonderful life
No need to run and hide it's a wonderful, wonderful life wonderful life, wonderful life


Black - Wonderful Life (Original Audio 1987)

sábado, 26 de junho de 2010

Kõhai


"My senpai, right or wrong"

Certo ou muitas vezes a pensar que o está...
E mesmo não sendo tradicionalista...
Tenho de reconhecer que os Ensinamentos que me dão podiam ser mais proveitosos...
Muitas vezes não quero Ouvir...
Outras, e são muitas, não quero Fazer!
Muitas vezes digo que não sei...
O que não quero Saber...
Não sou a Mais disciplinada...
Não sou a Mais Dedicada...
Mas certamente sou a que melhor coloca em prática alguns desses ensinamentos...
E se não me compete questionar...
Se é uma falta de respeito Opinar...
Sou uma Excelente Kõhai no que toca a a completar os conhecimentos através de estudos por minha conta....

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Apenas de Passagem


E assim...quem Precisa deste "Tipo" de Amigos...??
Tenho melhores....e Porque os Mereço! ;)

What Do You Want From Me




Hey, slow it down whataya want from me
Whataya want from me
Yeah I’m afraid whataya want from me
Whataya want from me


There might have been a time
And I would give myself away
Oooh once upon a time I didn’t give a damn

But now, here we are so whataya want from me
Whataya want from me

Just don’t give up I’m workin it out
Please don’t give in, I won’t let you down
It messed me up, need a second to breathe

Just keep coming around
Hey, whataya want from me
Whataya want from me
Whataya want from me

Yeah, it’s plain to see (plain to see)
that baby you’re beautiful

And it’s nothing wrong with you
(nothing wrong with you)

It’s me, I’m a freak (yeah)
but thanks for lovin’ me
Cause you’re doing it perfectly
(it perfectly)

There might have been a time
When I would let you step away
I wouldn’t even try

But I think you could save my life

Just don’t give up I’m workin’ it out
Please don’t give in, I won’t let you down

It messed me up, need a second to breathe

Just keep comin around
Hey, whataya want from me (Whataya want from me)
Whataya want from me (Whataya want from me)
Just don’t give up on me
(uuuuuuh) I won’t let you down

No, I won’t let you down
(So I) just don’t give up
I’m workin it out
Please don’t give in, I won’t let you down
It messed me up (It messed me up)

Need a second to breathe

Just keep coming around
Hey, whataya want from me

Just don’t give up I’m workin’ it out
Please don’t give in, i won’t let you down
It messed me up, need a second to breathe

Just keep coming around
Hey, whataya want from me (whataya want from me)

whataya want from me (whataya want from me)
whataya want from me


Adam Lambert

Ser Maior



Deixou
a casa dele
e partiu atrás do sol
levou
tudo com ele
e subiu sem hesitar

Foi à volta do mundo
Sempre que lhe apeteceu
Era tudo diferente
E andava mais
era a voz que dizia:
- anda não olhes p´ra trás!
e era assim que ele ouvia...

Andar, estradas sem fim
Procurar o Ser Maior

Parou....
Parou aqui, a saudar tudo o que eu sou

Foi à volta do mundo, é que tudo aconteceu
Ficou tudo diferente

E ele era EU!

Era a voz que dizia:
- anda e não olhes p’ra trás!

E era assim que ele ouvia
e andava mais…

E quem,  não acredita,
que a vida corre sem fim
Não tem
Não chega ao dia
De sorrir só assim

Foi à volta do mundo, sempre que lhe apeteceu
Era tudo diferente

E ele era EU!


Era a voz que dizia:
anda não olhes p’ra trás!

E era assim que ele ouvia....E andava mais....

Ser Maior - Delfins
 
(Apenas porque não a conseguia parár de Trautear!)

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Foi...


É um dia Especial...
Um novo Horizonte...
Um novo Caminho...Com os Velhos Pés!





Era um dia especial que pedia partilha...
Mas o coração da Jovem Princesa apertava de incerteza...
Ela não sabia a dimensão do fosso que os separava...
E nem como o atravessava...
Sabia apenas o que o Coração lhe dizia...
E do Palácio não queria sair...
Julgava ver lá fora Dragões...
E batalhas para travar que sentia já não lhe pertencerem...
Ansiava não ser..Não Querer...e aquele aperto que sentia...
Apenas queria não Sentir...
E podia até ter fechado os olhos...
Ter saltado o Fosso, que quase de certeza não era tão fundo quanto percepcionava...
Mas não conseguia...
Era demais o que Via...
E o aperto que sentia...
Talvez fossem os seus longos cabelos que a visão lhe obstruíam....
Ou Talvez já não visse o que outrora via...
Mas o Aperto do coração....
Sabia o que Sabia...
E Quanto ao resto não queria....Fosse porque fosse tinha de ouvir o que o coração lhe dizia...
Estava convencida que o que os olhos Viam em nada correpondia ao que outrora tinha ouvido ser a Lenda do Já Vívido!
Não se consegue perceber o que fez a Princesa Temer...
Mas olhando o fosso com Nostalgia....
Voltou para os seus aposentos como queria...
E o aperto que agora diminuía ainda assim não a Deixava ver...
O que do outro lado do fosso existiría...

Foi...Um dia...

Talvez....

Talvez tenhas Razão...
E a Fuga não seja caminho...
Talvez o certo seja enfrentar de frente...
Sem evasões ou omissões...
Sem certezas...
Mas sem questões....
Talvez o Caminho seja mais simples do que a Rota que tracei...
Talvez seja apenas o meu Mapa que está de pernas para o Ar...
Ou Talvez seja mesmo eu que tenho medo de não conseguir Respirar!
Talvez o Mundo seja simples e eu tenha tendência para Complicar...
Talvez eu Não queira às origens regressar...
Pode até ser alguma questão que ficou por resolver...
Ou talvez esteja apenas a adiar aquilo com que Não quero Lidar...
Em qualquer caso...e seja como for...
Porque um dia Talvez...
Talvez possa chegar o Dia...
Em que Talvez veja o que Não quis Ver sem que tenha deixado para trás o que Talvez pudesse Ser!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Metallica-Star Wars Imperial March



Because there things from those we can not Run....

terça-feira, 15 de junho de 2010

As it has to be

Muitas vezes somos confrontados com situações que tinham mesmo de ser...
Tinham mesmo de acontecer...
Tínhamos mesmo de as viver...
Tantas vezes somos confrontados com coisas que deixámos por dizer...
Com palavras que levadas pelo vento deixam de ser nossas,
São dos Outros...
E temos de ouvir que as comparações que fazemos nem sempre são justas...
Que o tanto que oferecemos também nos é disponibilízado e nem percebemos...
Mas o amargo que nos deixam situações que nos demonstram que afinal não fomos assim tão importantes...
Que não somos uma Constante...Mas um não Obstante...
Deixam-me sempre a pensar que alguns daqueles a quem mais damos são precisamente aqueles que não vão saber como retríbuir...
E nas muitas pessoas que vão passando pela nossa vida...
Naquelas que levam um pedacinho de nós...
Aquelas com que partilhámos sorrisos e tristezas, dúvidas e incertezas...
Existem aquelas que mesmo não querendo ficam connosco...
Nos percebem e aceitam...
Sabem ter a palavra que nos enxuga as lágrimas em momentos de menor clareza...
Outras, e são tantas, acham que podem fazer e dizer o que lhes apetecer, muitas vezes nem aparecer...
Porque julgam que os Mundos que tocam para sempre serão seus e que quando a situação o Exigir vão aparecer quais Heróis de Banda Desenhada e salvar o Mundo com a sua espada...
De facto a amizade....é uma Linha muito Frágil....e quando não temos a Humildade de reconhecer que algumas situações podem ter sido motivo de mágoas...Não somos Duros e Implacáveis....Tão Somente Tolos...
Seguiremos Mundo fora pois nada nos fará parar...E ao deitarmos a cabeça na almofada, percebemos  o quanto muitas vezes sentimos a falta daquela gargalhada partilhada com uma piada muita privada!

sábado, 5 de junho de 2010

Hoje Sonhei...

Hoje Sonhei que Caravelas partíam...
Levavam o que não quero partilhar...
Buscavam um aterro onde deixar aquilo que já não quero carregar...
As velas que ao vento sussuravam palavras de temor...
As ondas que na espuma traziam sons do passado...
Que pareciam dizer que o mar que leva também trás!
Que tudo quanto muda prolífera na memória...
Que outrora despojado o Mar se fez Rico!
Mar que de tantos segredos guardados se fez cofre de bens roubados...
Histórias de Encantar e Cantar...
Aos céus Bradar que outrora Caravelas vi partír ...
Mas que no Horizonte Elas vão de novo surgir...
Com Novas Histórias de um Além Mar por Explorar...
Terras e Povos por descobrir...
Hoje sonhei com Embarcações que estão por vir...
De tesouros abastecidas e com novos sabores para provar...
Hoje Sonhei...Que essas embarcações a Bom Porto vão chegar!
Hoje Sonhei...que as vou deixar ancorar...

terça-feira, 1 de junho de 2010

Buscas...

Buscas nos Sons, o que não Ouves...
Lês nas letras palavras que lá não estão...
O que pensas não dizes por pensares que posso pensar que são pieguíces...
Características dizes tu da posição dos Planetas...
Da conjuntura de Estrelas não iluminadas...
Segues caminho por monumentos visitados num Domingo perdido...
Dizes que te julgam erradamente que não és somente o que se vê...
Que carregas dores e amarguras que tornaram fortaleza impenetrável...
Que não voltarás...Que não dirás...Que não mais vais sentir...
A culpa que te persegue não te deixa ver o que podes Perder...
Achas que mais nada nem ninguém te conseguirá arrancar o que dizes não querer dar...
Mas pareces perdido e peço-te para me deixares alumiar o teu Caminho...
Preciso de acreditar que Tenho Cura e procuro no teu Mal a explicação do Meu...
Não a tens...E preocupas-te com aquilo que não te deves Preocupar...
Porque já pensei...que talvez o Dia esteja para chegar...
Em que ambos vamos perceber que na História que julgámos ter escrito...
Mais não fomos senão actores de diálogos que alguém escreveu...
Continuas a Buscar o significado escondido do que está à Vista...
Aplicamos a ambos unguentos que julgamos curar
Percebemos que existem feridas que não fecham...
Que à situações que podem ser revividas vezes sem conta nas nossas mentes turbulentas...
Que o desfecho das mesmas não se vai alterar...
E orgulhosamente partilhamos aquilo que é só nosso...
Aquilo de que ninguém sabe...
Uma História tão bizarra quanto nós que de querermos ser Diferentes somos tão Iguais...

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Plástico

Fosse o mundo de plástico e tudo seria fácilmente reparado!
Numa quebra, um pouco de cola...
Pudessem os Homens ser de Plástico...
E não haveriam rupturas...
Danos permanentes sem reparação aparente...
Fossem os sentimentos de plástico e seriam elásticos...
Não mutáveis...
Duradouros aos ventos, ás chuvas, ás intempéries...
Um pouco de cola e tudo estaria de novo intocável...
Fossem as vontades de plástico e seriam flexíveis...
Não Duras...Não rigorosas e planas...
Seriam como as flores ao vento...
Que se moldam, adaptando-se, dobrando-se...
Fossem os Homens, as suas Virtudes e Defeitos de Plástico....
E tudo teria Correcção...
Tudo seria Estático...
Se o Mundo fosse de Plástico...Seria mais fácil reconhecer as Imperfeições!
E se assim fosse...Que piada teríamos Nós...Perfeitos e "re-coláveis" Seres?
Não somos Recicláveis....Não Somos Imutáveis...Não Somos Perfeitos...
E como seria o Mundo se assim fosse....

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Crença

Após tantos anos de vida,
Julgava-me já capaz de distínguir entre o que é, e o que Só Parece Ser!
Acho normal que dois amigos se afastem...Acho ainda mais normal que ocultemos coisas até dos nossos melhores amigos!
Há algum tempo conheci alguém que me explicou que quando mentimos fazêmo-lo para não Nos magoarmos!
Fazêmo-lo também por solidariedade para com o Sofrimento alheio...
Mas sobretudo para Evitarmos consequências!
As únicas formas de Evitar a mentira...
São, ou transformá-la na Verdade da Crença...
Ou tentando Ocultar e dissímular o que Não queremos dizer...
Creio...ou Quero Crer que quando falamos de Amizade algumas coisas podem até ficar por Ser ditas por não ser o Seu Tempo de virem à tona...
Que por gostarmos tanto de alguém, e pensármos que a conhecemos, (Já perdi a Pretensão de achar que Conheço Alguém!) sabemos qual vai ser a sua reacção!
Mas se existem coisas que ainda me deixam magoada....Não Chateada, que acho que não há motivo para tanto, é sentir que aqueles que quero mais próximos...
Aqueles em quem pensei confiar...
Aqueles a quem pensava puder contar até os meus maiores medos...
Os meus mais bem guardados segredos....
Possam "correr" comigo das suas Vidas e achar que tenho de aguentar...
Achar que suporto qualquer "Coice" de Sorriso aberto...
Não estou Chateada...
Só me recuso a acreditar no pensamento mais lógico que se poderia retirar da situação sobre a qual falo...
Quero continuar a acreditar, que constatada que está a Imperfeição....
A Mesma não tenha a Dimensão que me recuso a dar-lhe!
Continuo a Acreditar que a Atitude tem uma Explicação...
Mas até à mesma me ser dada...Continuarei Magoada...Porque Existem motivos para Tal...
Podemos quebrar Hábitos...
Querer sair da Rotina...
Querer estar Sós e pensar sobre os nossos actos e o que nos compele a praticá-los...
Aquilo que não podemos fazer é Magoar alguém que tão bem nos quer apenas por Prazer....
Porque a minha Crença não me permite ainda ver Assim...
Cá estarei para Ouvir....Mesmo que o não queiras Dizer...Sabendo que Existe a necessidade de o Fazer...
Porque não Acredito ter feito nada que merecesse tal Atitude...

terça-feira, 18 de maio de 2010

E se o Mundo fosse meu...



Se este mundo fosse meu... Juntava as ondas do mar...
Pintava da cor do céu....E acrescentava ao luar!
Fazia da vida manto...Para cobrir um sorriso...


E se o Mundo fosse meu desenhava Sorrisos...Fazia com que as gaivotas ecoassem Gargalhadas e por todo o lado espalhava o Som da Palavra que ansiamos...;)

E de um Mundo Surreal te ofereço metade daquele que é Imagináriamente Meu... Para que nele deposites os conteúdos desses teus Sonhos... Canta-o... Pinta-o... Mas aproveita tudo o que o Som da Palavra tem para conquistar...


E se na Minha Imaginação conseguir alcançar esse Sonho, que é metade teu e se tornaria metade meu, farei desenhos de criança expressando o Sonho, que de conteúdo ainda vazio se tornaria cheio pelo Som da Palavra Conquistada...

E dos céus nasceriam rios de Flores de Luar... Das letras alimentar-se-ia a Utopia de uma Canção de Embalar... E a palavra transformar-se-ia numa imensa Montanha Colorida por encontrar... E o Sonho, sim... Esse Sonho... Poderia finalmente acordar!!!!

E ao Acordar, esse Sonho outrora Utópico poderia finalmente Dançar...Poderia ser Águia e continuar pelos Ceús a Voar...Espalhando mais as cores dessa Montanha a escalar...e essa palavra que só em Sonhos consigo encontrar...Iria permanecer connosco ao Acordar!!!


A Prova de que os improvisos são criações impressionantes! (em itálico criações de Alexandre Murraças! Obrigado!;))